RONDONOTICIAS domingo, 25 de agosto de 2019 - Criado em 11/10/2001

MARCUS MENDONÇA DANIN - Poeta de Rondônia.


Por Selmo Vasconcellos

17/07/2019 08:35:58 - Atualizado






























MARCUS MENDONÇA DANIN  - Poeta de Rondônia.

NOSSAS HISTÓRIAS

Sou um amante de histórias

Sorvo palavras no cálice sagrado

das minhas memórias

As lembranças são joias caras

Rebrilham aves raras no céu escarlate

do meu coração

Somos frutos sagrados de dois corações

Somos ventos faceiros que movem

as folhas da nossa emoção

Escrevemos nossas histórias que um dia

olhos alados certamente pousarão

Os livros envelhecem, as palavras não

Ficam por aí inflando velas,

navegando emoção

O amor, esse nobre senhor

E suas belas histórias jamais,

Jamais passarão...

NOBREZA

Clara como as nuvens

São as asas do teu cavalgar

Alvoroço de pelos

Alvor primeiro na fabula

Equestre que reveste as manhãs

Crinas de lírios celestes

Decifrando a linguagem

Assobiante do vento

Dilatando as pupilas dos sonhos

Na tua nobreza incessante

Na tua leveza indelével,

Vestígio de tuas espumas

lácteas galopantes

Salpicadas sobre o revolto

mar do tempo!

ÁGUAS AMAZÔNICAS

Mares de água doce, varando nossos quintais

Emoldurados por asas e matagais

Alimentando e aplacando a sede de homens e animais

Águas fantásticas, absolutas e mágicas

Águas amansadas, represadas e solitárias

Águas rebeldes, agitadas, indomadas

Águas que assustam, águas poderosas,

implacáveis, perigosas

Águas remansadas, mansas e piscosas

Águas matutas, astutas e dissolutas,

águas enamoradas,

Águas acesas, banhadas de lua

Águas serenas, banho de cuia

Águas surpresas, banho de chuva

Águas caladas dentro de nós, igapós

Águas de igarapé, águas bentas de fé,

varando os canais, suas veredas

murmurantes de paz nos seus aguaçás

Águas ilustres, seus silêncios lacustres

Aguadouro, varadouro, tesouro rebrilhando ouro

Águas colossais, ressonância cósmica

alumbrandos os mananciais

Águas encontradas, adoradas, acanoadas,

Águas de visitação, águas de contemplação

desaguadas nas artérias etéreas do meu

e do teu coração.





*O Rondonoticias informa que as colunas são de inteira responsabilidade de seus autores




Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.