RONDONOTICIAS domingo, 15 de setembro de 2019 - Criado em 11/10/2001

Nossa carne avança pelo mundo, agora, entra num mercado de 1 bilhão e 400 milhões de consumidores


Por Sérgio Pires

11/09/2019 16:38:18 - Atualizado

A carne de Rondônia amplia seu sucesso mundo afora. Ela já é vendida, hoje, para dezenas de países e está prestes a entrar também nos que compõem a União Europeia, um mercado de 28 nações e meio bilhão de habitantes. Isso será um grande salto para nós, mas, é importante mesmo o que aconteceu essa semana, quando começamos a vender nossa carne para o maior mercado do mundo, o da China, que se aproxima já do 1 bilhão e  400 milhões de pessoas. Temos, em Rondônia, um grande frigorífico, sediado em Rolim de Moura, agora autorizado a vender seus produtos, considerados de grande qualidade, para essa enorme população que todo o mundo sonha em conquistar. Pois há uma clara euforia pelos lados de Rolim de Moura, depois do credenciamento do Frigorífico Minerva para vender sua carne para o bilionário mercado chinês. O Minerva é apenas um entre os 89 frigoríficos brasileiros aptos a comercializarem seus produtos industrializados para os chineses, abrindo uma porta de tamanho incalculável para nossa carne de gado, frango e suína. Os produtos saídos daqui também vão para outros países da Ásia, como já vão também para o Oriente Médio, como por exemplo o Egito, um dos bons clientes da empresa. A história dela começou em 1992, em Barretos, interior de São Paulo. Hoje, a Minerva e a Minerva Foods atendem países dos cinco continentes com carne bovina e seus derivados, comercializando com mais de 100 países. A de Rolim de Moura é uma das 25 unidades industriais do complexo, que ainda conta com 14 escritórios internacionais, 14 centros de distribuição e três plantas de processamento.  Na América do Sul, além do Brasil, a empresa está presente no Paraguai, na Argentina, no Uruguai, na Colômbia e no Chile, com a  subsidiária Athena Foods.

Certamente esse é apenas um dos exemplos do potencial que temos, no contexto do agronegócio, onde a pecuária se expande, com mais de 14 milhões de cabeças de gado, ampliando-se a cada ano, sem que se precise derrubar mais áreas para alimentar todo o rebanho, a grande maioria apenas com pasto. É por isso que os produtos saídos de vários frigoríficos rondonienses, são conhecidos como “carne verde”, já o gado é criado sem qualquer alimento que  não seja natural. Estamos evoluindo, usando tecnologia, investindo no futuro, para que possam competir num mercado internacional onde a concorrência é duríssima e os ataques ao Brasil, pelo que representa na disputa pelos consumidores mundo afora, muitas vezes vêm com golpes abaixo da linha da cintura, As mentiras de que nosso gado é responsável pelo desmatamento e pelas queimadas é uma das invenções criadas por nossos concorrentes, tentando nos tirar do mercado. Até agora, pelo menos, esses argumentos falsos não causaram danos. Prova disso é que estamos avançando, mundo afora, com o que temos de melhor: nossa carne de qualidade e com o gado criado sem produto químico. Os chineses, aliás, vivem elogiando nossos  produtos. Nossos concorrentes estão assustados.

A MATEMÁTICA MALANDRA DE JARU

Quando se diz que, para auto benefício, não há outra classe mais forte, mais unida e mais dedicada que a classe política, há quem ache ser uma afirmação exagerada. Mas basta se pesquisar um pouquinho, tanto ao nível nacional quanto estadual ou em cada município, para se descobrir excrescências de todos os tipos. Um exemplo é o que acontece com a cidade de Jaru. A Câmara de Vereadores da cidade tem 15 vereadores. Projeto para reduzir esse número para 11 edis foi, obviamente, rejeitado pela maioria, sob o argumento que mesmo com a redução não haveria economia do dinheiro público, o que é extremamente discutível. Mas, mesmo que esse argumento valesse, há outro, irrefutável: Jaru tem apenas 52 mil habitantes. Como tem 15 nobres edis, se Ariquemes, por exemplo, que é maior e tem o dobro da população jaruense (mais de 100 mil habitantes), tem uma Câmara com menos vereadores (13)? Claro que não há ilegalidade, até porque se sabe como são feitas as leis para proteger os políticos. Mas não se pode imaginar que não haja imoralidade...

PREFEITURA  VAI TOCAR OBRAS PARALISADAS

O prefeito Hildon Chaves confirmou, nessa terça, que duas das obras da Prefeitura que foram licitadas e estão paralisadas, por uma série de problemas, serão assumidas pela Secretaria de Obras do município. A maior delas é a de canalização, para combate às alagações, na avenida Mamoré, próximo à Uniron da zona leste. Ali está em curso uma das mais importantes, maiores e mais caras obras da atual administração, mas paralisada há longo tempo. O Prefeito determinou um levantamento minucioso da situação, para que o setor de obras públicas assuma e conclua o serviço. A segunda intervenção, que passará a ser feita diretamente pela equipe da Semob, é também de grande porte, mas só que na zona sul, no bairro Conceição. Para o concretização de melhorias em bairros da Capital, segundo Hildon Chaves, as duas obras são vitais e estão paradas por uma série de problemas. Como não estão andando como a prefeitura exige, a responsabilidade direta passará à Semob. Tomara que agora elas andem..

AMAZÔNIA MAIS 21 EM MAIO DE 2020

Um café da manhã, com a presença de autoridades e convidados, registrou o lançamento do Fórum Internacional Amazônia + 21 nesta terça, no Memorial Marechal Rondon. O prefeito Hildon Chaves, o presidente da Agência do Desenvolvimento, o empresário Marcelo Thomé, grande número de empresários e convidados, prestigiaram o evento. Nele, foi resumida a intenção do encontro sobre a Amazônia inclusive com show especial de um grupo de dança, representando os índios. O grande encontro ocorrerá em maio do ano que vem e terá inúmeros debates e palestras. Entre os convidados, personagens como  Alvaro Vargas Llosa   filho do prêmio Nobel Mário Vargas Llosa e que inclusive disputou a Presidência do Peru. Ele será uma das atrações, como palestrante. Outro destaque será o jornalista americano Larry Rother, que ficou famoso por ter sido ameaçado de expulsão do país, quando publicou que o então presidente Lula gostava de tomar umas cachaças a mais do que deveria. 

O QUE HÁ COM O HOSPITAL DO AMOR?

Foi com grande surpresa a informação de que uma equipe da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Agevisa), veio de Brasília para investigar uma série de questões relacionadas com problemas que estariam acontecendo no Hospital do Câncer  de Rondônia, o nosso Hospital do Amor.  Há queixas inclusive em relação ao atendimento a pacientes, mas estariam havendo também outros problemas. O assunto ainda está sendo tratado com reservas, mas nos próximos dias certamente mais detalhes serão divulgados. O assunto foi tornado público nesta terça, durante o programa Papo de Redação, da Rádio Parecis FM (segunda a sexta, do meio dia às 14 horas), trazendo grande preocupação, em relação à presença de representantes do Ministério da Saúde, investigando o Hospital que é um patrimônio   do povo de Rondônia. 

CRISTIANE É O NOME DO PROGRESSISTA

O Progressista (PP) começa a dar cada vez mais espaço para a jovem vereadora Cristiane Lopes. Se a decisão para escolha do nome do partido para a disputa pela Prefeitura da Capital fosse hoje, Cristiane já poderia sair em campanha. No início  dessa semana, num encontro com a presidente regional, a deputada federal Jaqueline Cassol e o secretário geral do partido, Luiz Paulo Batista, foram alinhavados os próximos passos do partido, em direção às eleições de 2020. Cristiane foi eleita vereadora com votação surpreendente. Conseguiu mais de 12 mil votos quando concorreu a deputada federal na eleição passada. Agora, torna-se a aposta do seu partido para tentar sentar na cadeira de Hildon Chaves. Os elogios de Jaqueline, experiente nas urnas, servem para fazer com que Cristiane pense seriamente no assunto: “ela possui um ótimo perfil e, caso aceite, terá o meu apoio incondicional”, disse a presidente regional.

MÁQUINAS E UNIAO DE PODERES

O governador coronel Marcos Rocha entregou, nesta terça, um total de 17 máquinas  retroescavadeiras para atender frentes de trabalho de infraestrutura logística nos municípios. O recurso é proveniente de convênio com o Programa Calha Norte e faz parte da emenda do deputado federal Lúcio Mosquini, com contrapartida do Estado. A solenidade teve a presença de várias autoridades, além da equipe de governo, como o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Laerte Gomes, vários deputados e  prefeitos beneficiados pelos equipamentos. O governador Marcos  Rocha comemorou a entrega de tantas máquinas, resultado, segundo ele, de ações conjuntas entre os Poderes. “Nunca antes se viu tal empenho e união entre os poderes”, comentou, além de fazer um agradecimento especial ao deputado Lúcio Mosquini, “pela destinação da emenda e todos os deputados estaduais pela presença”.

PERGUNTINHA

Dá pra acreditar ainda em pesquisas do DataFolha, o instituto que não acerta nunca, também quando ele aponta que apenas 25 por cento dos brasileiros são a favor da privatização dos Correios, uma estatal  Inoperante, que há anos foi destruída e que perdeu o seu prestígio junto à população? . 

ACESSE O BLOG: https://www.facebook.com/opiniaodeprimeira?fref=ts


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.