12/06/2018 10:51:21

​Prefeito abandona a fase imperial e apela ao diálogo


Ao reconhecer que cometeu erros na condução da saúde municipal, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, evidencia que saímos da fase imperial e entramos no período do diálogo. O prefeito, mais do que ninguém, sabe que se não pode administrar um município com as dimensões de Porto Velho, sozinho, por decreto, sem o apoio da Câmara Municipal e, o que é mais importante, sem a participação efetiva de todos os segmentos da sociedade.

Foram longos dezessete meses de experiências desastrosas na saúde para o prefeito descobrir, como ele mesmodisse, durantesolenidade de lançamento da pré-candidatura do vereador Edésio Fernandes, ao Senado, que se não pode construir uma casa começando pelo teto, conforme vídeo postado no jornal Rondoniaovivo.

Alguém já disse, que o reconhecimento do erro, mais que prova de humildade e sinal de grandeza, a que nem todos estão acostumados. Que bom que o prefeito pôs a mão na consciência e reconheceu que pegou o bode errado, pois a esperança já havia se esvaziado e certa inquietação começava a brotar no seio da população.

Nessa nova fase, o governo Hildon Chaves rompe o isolamento e abre uma ampla avenida para o diálogo. Porto Velho não pode continuar descendo a ladeira, como um caminhão desgovernado, carregado de toras. A partir de agora, o prefeito precisa abandonar a indecisão e definir rumos. Avançar, não retroceder! É preciso, também, controlar a língua, evitar falar demais ou simplesmente não falar, pois, como ensina o dito popular, quem muito fala, muito erra. E o que tem de boquirroto no seu governo, falando bobagens, sem conhecimento de causa, não é brincadeira.

O prefeito já deveria ter-se livrado desses inconvenientes, que só querem tirar vantagem pessoal, sem, contudo, nada produzirem em proveito da população. Agora que o prefeito percebeu que sua postura imperial não contribuiu em absolutamente nada para uma aproximação efetiva e tão necessária com a sociedade, espera que ele consiga transmitir ao povo a confiança de que somente juntos, na sua singularidade, podemos começar uma etapa mais promissora na vida dos moradores de Porto Velho.


Autor: Valdemir Caldas

comments powered by Disqus