RONDONOTICIAS quarta-feira, 20 de novembro de 2019 - Criado em 11/10/2001

Progresso e/ou regresso


Por Antônio Queiroz

06/11/2019 15:09:02 - Atualizado

Nesta quarta-feira, na Aldeia dos Tabajaras, os índios Cariris estão querendo o escalpo do ministro Paulo Guedes. É que na aldeia tem 4.999 índios e a proposta de Emenda Constitucional do Pacto Federativo, que foi encaminhada e apresentada no Congresso Nacional vai reduzir o número de municípios no Brasil. Agora, município só com 5 mil habitantes ou mais.
O cacique dos Cariris reuniu, na madrugada de hoje, o Conselho dos Anciãos para autorizar a fornicação. Agora, os guerreiros terão que "fufuricar" de manhã, pela tarde, à noite, no sábado, domingo e feriado para aumentar que o número de sílvicolas venha ser alcançado e, desta forma, a aldeia não volte a ser uma simples oca.A madrugada só se viu gemido. Pelo progresso e desenvolvimento da aldeia, os índios estão se esforçando para em agosto nasçam pelo menos 2 mil curumins.Mas, trazendo para a realidade, um fato sério. 

A proposta, segundo o texto, as cidades com menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria menor que 10% da receita total deverão ser incorporadas pela cidade vizinha. Segundo o Governo Federal, 1254 cidades brasileiras fazem parte deste grupo. Em Rondônia, conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cinco municípios fazem parte desse perfil e, caso a PEC seja aprovada, serão extintos. São eles: Teixeirópolis com 4.308 moradores; Rio Crespo com 3.764 habitantes; Castanheiras com 3.052 moradores; Primavera de Rondônia com 2 856 habitantes; e Pimenteiras do Oeste que tem 2.169 habitantes. Quem pode mais, chora menos...


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.