RONDONOTICIAS segunda-feira, 27 de janeiro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Aproxima-se mais uma eleição municipal


Por Valdemir Caldas

10/12/2019 10:51:07 - Atualizado

Há, enraizado no imaginário coletivo, a ideia de que o povo tem a força numa democracia, o que não deixa de ser uma verdade. Em termos práticos, contudo, muitos são os instrumentos que impedem a participação popular no jogo do poder político.

Ainda tem gente que acredita na falsa ideia de que o bem-estar de uma população deriva, por exemplo, de algum tipo de super-herói, alguém com virtudes suficientes para conduzir o povo a um destino melhor. Pura balela. A maior possibilidade que isso venha a ocorrer está na forma como a sociedade se conduz diante de seus representantes nos três níveis de poder.

Estamos prestes a viver mais uma temporada de campanha eleitoral. No próximo ano, os portovelhenses comparecerão às urnas, para escolher o prefeito e vinte e um vereadores. Para alguns políticos, os fins continuam justificando os meios, simplesmente porque eles acham que todo mundo é idiota. A pessoa passa praticamente o mandato inteiro descendo o relho no lombo do chefe do executivo, mas, ao primeiro aceno do inquilino palaciano, manda às favas a ética, que tanto diz defender, e, sem-cerimônia, cede à tentação. Tudo – garante - em nome da democracia e do bem-estar do povo. E o pior é que muita gente acredita nesse papo furado, provavelmente porque não sabe o que se passa nos bastidores. Caso contrário, já teria dado outra destinação ao seu voto. 

No momento em que o povo se prepara para ser chamado a participar de mais um dever cívico, bom seria que ele assumisse realmente uma postura conflitante com aqueles que têm responsabilidade direta com os problemas sociais que ora vemos ocorrer em todos os setores da vida municipal. Já passou da hora de o povo, na principal condição de fiador e beneficiário da democracia, passar a escancarar as suas angustias e seus conflitos sociais, buscando estabelecer, nas urnas, uma postura aguda nesse sentido. Sem isso, dificilmente conseguiremos nos livrar dos entulhos que infectam a classe politica.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.