RONDONOTICIAS quarta-feira, 20 de janeiro de 2021 - Criado em 11/10/2001

O Bar do Calixto está no reduto do samba e é referência como ponto de encontro de boêmios


Por Lenha na Fogueira - Zekatraca

25/11/2020 10:21:09 - Atualizado

RELAÇÃO DOS PROJETOS CULTURAIS HABILITADOS - POR CATEGORIA - EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA N. 006-2020 - ALUÍZIO BATISTA GUEDES

Saiu a relação dos projetos HABILITADOS E INABILITADOS no Edital de Chamada Pública nº 006-2020 – Aluízio Batista Guedes. Quer saber se o seu Projeto foi Habilitado ou Inabilitado basta acessar o link abaixo;

***********

https://funcultural.portovelho.ro.gov.br/arquivos/lista/36827/planilhas-dos-resultados

**********

Outra boa notícia. Nesta quinta feira 26, o Bar do Calixto será reinaugurado e o que é melhor, resgatando o Projeto “Quinta da Santa”, que por muitos anos foi apresentado no Bar do Antônio ‘Chulé’.

***********

Sobre a reinauguração do Bar do Calixto o jornalista Nonato Neves distribuiu a seguinte nota:

***********

O Bar do Calixto foi aberto pela primeira vez em 1971, por Francisco Joaquim Calixto, o seu Calixto, com apoio e suporte de sua inseparável companheira Rosália, a queridíssima dona Rosa. Iniciou funcionando como mercearia ou taberna como chamávamos à época, inclusive vendendo galinhas.

************

O Bar do Calixto está no reduto do samba e é referência como ponto de encontro de boêmios, poetas, poetisas, compositores (as) e sambistas.

************

Por seu perfil e sua história seu Calixto inspirou e deu origem ao alegre e contagiante Bloco Calixto & Cia.

***********

Após 49 anos de história sob o comando da Família Calixto, o Bar do Calixto, estará sob nova coordenação.

***********

Quem assume é sua simpática afilhada, a pagodeira, sambista, compositora, cozinheira de mão cheia e componente do Grupo As Pastoras do Asfaltão, Francileia ou simplesmente Leia, como é carinhosamente conhecida por todos.

**********

Tomando os devidos cuidados previstos pela OMS a reabertura se dará com o Projeto “Quinta da Santa”, iniciado em 30 de abril de 1998, por Mávilo Melo, Alberto de Sá, Mestre Bainha e seu Eleutério, abraçado pela Família Asfaltão.

**********

A partir desta quinta-feira, dia 26, de segunda a segunda, além da cerveja de sua preferência estupidamente gelada, você poderá degustar de tira gostos de peixes dentre outras opções variadas, caldinhos, comidas típicas e caseiras. Você terá a comodidade de poder utilizar seu cartão de crédito.

***********

De braços e corações abertos, Léia, sua família e toda equipe aguarda os amigos e amigas com suas boas energias e boas vibrações. Informações e contato pelos telefones: 9 9396 - 6066 98142 – 7660; 99244 -9009 ou 9 9311-3035.

************

Por falar em bafafá entre os carnavalescos e a história do carnaval, em especial, das Escolas de Samba minha amiga Ana Castro também postou sua opinião sobre as discussões entre o Flávio Daniel e diretores da escola de samba Asfaltão.

************

Ana escreve:

*************

Vale lembrar que a história do carnaval de Porto Velho, é uma história cheia de grandes personagens com os blocos carnavalescos.

***********

Ainda era muito jovem, mas lembro de figuras que incentivaram o carnaval de rua, porque o carnaval nos clubes já existia. Sei que você sabe mais do que eu a respeito, mas sem querer desmerecer ninguém, essa situação que acabei de ler, não deveria ser polemizada uma vez que o carnaval não começou com os personagens que questão.

***********

Todos são relevantes para a nossa cultura e sem dúvida merecem aplausos.

**********

E outros personagens importantes nas Escolas de Samba foram deixados de lado por falta de conhecimento? Acredito que foram pegos de surpresa e não fizeram jus há quem realmente merecia ser lembrado.

**********

É uma pena a falta conhecimento de pessoas que tenho admiração e respeito como a Silvia, Waldison e Reginaldo.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.