RONDONOTICIAS sexta-feira, 24 de maio de 2019 - Criado em 11/10/2001

Qual a importância da Biblioteca para você?


Por Selmo Vasconcellos

22/02/2019 07:20:21 - Atualizado


Qual a importância da Biblioteca para você?

UM SANTUÁRIO CHAMADO BIBLIOTECA PÚBLICA
A biblioteca pública é o centro local de informação, disponibilizando prontamente para os usuários todo tipo de conhecimento.
Os serviços fornecidos pela biblioteca pública baseiam-se na igualdade de acesso para todos, independente de idade, raça, sexo, religião, nacionalidade, língua ou status social.

(Selmo Vasconcellos)

01-IVES GANDRA DA SILVA MARTINS - SÃO PAULO / SP
Sem ela, não saberia o que fazer. Nem sei se seria advogado ou professor.

02-ANTÔNIO CARLOS SECCHIN - RIO DE JANEIRO / RJ
Devo praticamente toda minha formação inicial às bibliotecas públicas. Recordo, com especial carinho, a Biblioteca Regional de Copacabana, onde, na década de 1960, devo ter sido o mais assíduo e entusiasmado leitor.

03-GILBERTO MENDONÇA TELES - RIO DE JANEIRO / RJ
A minha formação de professor, primeiro de Língua Portuguesa, depois de Filologia e Linguística e, finalmente, de Literatura e de Teoria da Literatura fez com que eu fosse ao longo dos anos selecionando e adquirindo os livros que me eram indispensáveis para o conhecimento das matérias que eu lecionava. Fui também comprando livros de poesia, de conto, romance, teatro, crítica, enfim, livros de que eu precisava e tinha prazer de ler, tanto em língua portuguesa como em línguas estrangeiras (espanhol, francês, italiano, inglês, não se falando nas traduções de obras célebres, que eu precisa conhecer). Paralelamente, o escritor entrou em cena e, à medida que escrevia e mandava os seus livros à crítica, ia também recebendo livros dos autores, dos editores e dos amigos.Assim, desde meus dezoitos anos venho formando e organizando a minha biblioteca que conta hoje com cerca de vinte mil livros. É certo que frequentei as bibliotecas públicas de Goiânia e foi ali que li muitos livros importante para a minha vida de escritor. No Rio de Janeiro, para pesquisar matéria de meus livros de crítica, frequentei bastante a Biblioteca Nacional e a da Fundação Casa de Rui Barbosa.
Hoje, rodeado de livros e selecionando-os para mandar a uma biblioteca da cidade onde nasci (Bela Vista de Goiás), para onde já mandei oito mil volumes, me ponho muitas vezes a pensar na importância que foram os livros e as bibliotecas em minha vida e na vida do homem brasileiro, da importância que estão sendo nos projetos literários que ainda pretendo realizar. Quando se lê sobre as bibliotecas da antiguidade, como a de Alexandria, e quando se sabe do valor de bibliotecas como a do Congresso e das universidades dos Estados Unidos, compreendemos que toda a civilização, toda a ciência e toda a cultura da modernidade têm as suas raízes no saber acumulado nas bibliotecas.


04-REYNALDO VALINHO ALVAREZ - RIO DE JANEIRO / RJ
As bibliotecas tiveram enorme influência sobre o menino, o adolescente e o jovem que fui, tanto na escola primária, quanto nos antigos cursos ginasial e clássico ou, mais tarde, nos ambientes universitários. Elas me revelaram mundos repletos dos mais atraentes e generosos convites para desfrutar o prazer da leitura, portas abertas para o conhecimento e a imaginação. Para resumir, basta dizer que elas me conduziram e me conduzem a viagens impossíveis de esquecer.


05-ANIBAL BEÇA - MANAUS / AM
Como operário da palavra e soldado da Causa cultural, a biblioteca é minha fonte constante de busca e pesquisa para meus escritos. Seja em prosa ou poesia. Mas, mesmo que eu não fosse um trabalhado das letras seria consequentemente um ávido leitor. Agora mesmo, como presidente do Conselho Municipal de Cultura de Manaus, desenvolvo campanha para dotar a cidade de novos pontos de leituras e bibliotecas comunitárias. Creio, que sem a vontade da comunidade é muito mais difícil se instalar qualquer projeto nesse campo. A comunidade tem que ser corresponsável juntamente com o poder publico. Fiquei, deveras, arrepiado com a noticia de fechamento de bibliotecas em São Paulo. É a barbárie pouco a pouco se instalando. Uma pena. Mas, para mim e outros muitos, sei, a luta continua!!

06-SONIA SALES - SÃO PAULO / SP
Para poder explicar a importância da biblioteca para mim, vou lhe contar uma história:
Meu pai era grande intelectual e um dos mais respeitados juristas do Rio de Janeiro, com muitos livros de Direito publicados. Possuidor de uma belíssima biblioteca, ele tinha um método muito engraçado de me fazer livros de boa qualidade. Sempre os colocava nas estantes em duas fileiras, na da frente os que deveria ler, na de trás os proibidos. Como sabia que a minha curiosidade me faria ler exatamente os proibidos, lá escondia os melhores autores e os livros que serviriam para a minha formação. Assim, adquiri o hábito de ler e de uma forma divertida.
A Biblioteca, é um dos mais importantes meios para a formação de um caráter, escritor ou não, temos a obrigação de conhecer a nossa língua.

07-HUGO PONTES - POÇOS DE CALDAS / MG
Claro que a biblioteca tem uma importância fundamental numa sociedade que se quer civilizada e culta.
Se a pergunta não tiver um caráter genérico, respondo que - para mim - a biblioteca tem importância pelos serviços que presta à pesquisa.

08-JOSÉ VALDIR PEREIRA - VÁRZEA ALEGRE / CE e PORTO VELHO / RO
A biblioteca é o point de encontro entre o escritor e o leitor, onde têm a oportunidade de baterem um delicioso papo através dos livros. É, a biblioteca, a casa que favorece a democratização da cultura...Então, um lugar, um espaço de importância inestimável para o desenvolvimento da pessoa e da sociedade.

09-NEUSA ZANIRATO - SÃO PAULO / SP
Biblioteca é um universo de cultura e sonhos, disponível para qualquer pessoa que tenha sede de saber, conhecer, reconhecer, aprender, sonhar, viajar... Não faz distinção de raça, credo, classe social ou posição política. É a história da vida, do mundo, é o conhecimento e a informação, o saber e a ficção, é a forma maior de democracia da aprendizagem.
Diria ainda mais, talvez por ser uma apaixonada por livros, que é um templo sagrado. Pudessem os governantes ter consciência da importância de uma biblioteca para cada comunidade, valorizá-la, enriquecê-la, dar o devido reconhecimento aos funcionários que a elas se dedicam e a preservam! Creio que assim ajudariam imensamente na formação de nossos jovens, na formação de uma geração mais consciente, informada e preparada para lutar por um mundo melhor, mais fraterno, um mundo de paz e solidariedade, de cultura e conhecimento.

10-JOÃO PAULO DAS VIRGENS - VILHENA / RO
Meu nobre amigo e Poeta Selmo um grande abraço e será um prazer responder a esta pergunta, pois ela me transporta para minha infância e adolescência, quando aprendi ainda no curso primário o prazer pela leitura através das obras de Monteiro Lobato, José Mauro Vasconcelos, Mark Twain, e logo depois Machado de Assis, Jorge Amado, Érico Veríssimo, Raquel de Queiroz, Cecília Meireles, José de Alencar, Eça de Queiroz entre outros.
Minha casa era uma construção antiga, estilo Vitoriano, com nove quartos, salas de visita, sala de musica, um enorme quintal com diversos pés de frutas, (um paraíso para qualquer criança ou adolescente) em frente à praia da Ribeira em Salvador-Ba e a família numerosa com diversos primos vindos do interior para estudarem na Capital e diversos tios que minha avó mantinha sempre perto mesmo depois de formadas suas próprias famílias. E entre tantos cômodos, no primeiro andar tinha uma grande biblioteca e escritório com três janelas dando para o mar. Foi ali que comecei o gosto pela leitura, principalmente para acompanhar meus primos e seus amigos mais velhos, que estavam se preparando para o vestibular e tinham que lerem diversos livros, que eu aproveitava para também devora-los com o intuito de poder participar da turma.
Mais tarde nos mudamos para o centro de Salvador e bem próximo do nosso apartamento ficava o Gabinete Português de Leitura, uma obra espetacular, datada de séculos atrás, com um acervo literário inestimável. E também a Biblioteca Publica da Bahia que tinha sido inaugurada pelo Acadêmico Luiz Viana Filho, e era uma das mais completas do Norte e Nordeste do Brasil. Entre estes dois prédios eu passei tardes maravilhosas, lendo o que me chegava as mãos e deixando “encucado” meus amigos com quem muitas vezes deixava de ir ao cinema, ou permanecer mais tempo na praia, ou mesmo dar os primeiros passos de skate pelas ladeiras do Boulevard América, para passar as tardes nas Bibliotecas e Museus da Bahia.
Aqui em Rondônia frequentei muito a Biblioteca Francisco Meireles comandada pela inigualável Glorinha Valadares e a Biblioteca Pontes Pinto (acho até que deram fim ao acervo) que hoje se não me engano esta desativada.
A Biblioteca para mim representa todo um mundo novo que nos espera para desbravá-lo, enriquecer-nos, tornando-nos grandes, onde o conhecimento é o infinito.

11-ROSANA AMORIM SCHOEPS - SANTO ANDRÉ / SP
Quantidade não é qualidade. Numa biblioteca temos os profissionais qualificados e com conhecimento de ferramentas de pesquisa, seja virtual ou física. Ter acesso não basta, é preciso ter técnica para encontrar aquilo que procurar ( os famosos "thesaurus" objeto de estudo dos bibliotecários) . O técnico em informática pode até criar programas mas quem carrega o conhecimento da lógica da pesquisa é o profissional bibliotecário, por isso sua importância em escala global ( na era da informação)

12-PEDRO LYRA - CAMPOS DOS GOITACAZES / RJ
Para mim, a biblioteca tem a mesma importância que deve ter o cofre para um banqueiro ou o cargo para um político. Com uma diferença radical: o uso que o ser humano faz do dinheiro, do poder – e de um livro.

*O Rondonoticias informa que as colunas são de inteira responsabilidade de seus autores


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.