RONDONOTICIAS quinta-feira, 19 de setembro de 2019 - Criado em 11/10/2001

Prefeitura promove Dia Especial da Colheita do Inhame nesta quinta

Promover a diversificação da produção é iniciativa do prefeito Hildon Chaves cumprida pela Semagric


Comdecom

29/08/2019 08:35:43 - Atualizado

PORTO VELHO RO - Cultivado em praticamente todos os municípios de Rondônia, cuja região de maior destaque é a área central do Estado e a BR 429, o inhame é produzido principalmente em pequenas propriedades e comercializado em feiras livres, o que dificulta a quantificação da produção por hectare e a determinação do seu preço médio. A colheita se dá por volta de 180 dias do plantio, quando o mesmo apresenta-se maduro, com a secagem das flores e amarelecimento das folhas. As variedades que mais se adaptaram ao solo rondoniense foram Da Costa (Dioscorea cayennensis Lam.) e SãoTomé (Dioscorea alata L.).

Dentro de programa do prefeito Hildon Chaves que pretende integrar produtores, fomentar a diversificação e fortificar agricultura familiar, inclusive implantando diversos novos programas, através da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Semagric), a produção do inhame no município vem sem sendo estudada por especialistas e tratada com bastante atenção.

Dentro desse propósito, a Semagric promove, em parceria com a Emater e produtores, nesta quinta-feira (29) o Dia Especial Colheita do Inhame, na linha 67, km 08, na BR 364, sentido Rio Pardo, sítio Três Irmãos, em frente a Igreja Batista Ebenezer, na propriedade de Lúcio Teixeira.

O evento está programado para começar as 8h30 e em seguida os produtores Lúcio Teixeira e Silvio Mário apresentam painel “Experiência do Produtor”. O engenheiro agrônomo da Emater Flávio Gonçalves Gomes apresenta em seguida palestra sobre o cultivo do inhame no entorno de Porto Velho. O tema Comercialização e Mercado será abordado por Jailson Farias e as 11h acontece o pronunciamento do titular da Semagric, Luiz Cláudio da Agricultura, que também representará o prefeito no evento. O almoço será servido ao meio dia.

“Nós estamos esperando tanto os que já produzem inhame quanto os que tem interesse em conhecer as técnicas, as vantagens e as possibilidades de lucratividade com um cultivar de giro rápido e mercado garantido. A iniciativa da Semagric em implantar programa específico depende do interesse do produtor”, disse Luiz Cláudio.

Benefícios

O inhame faz bem ao coração por conter substâncias que ajudam a controlar o colesterol. Uma das maiores vantagens do inhame é contar com fibras que ajudam a reduzir os níveis de colesterol, um dos fatores responsáveis pelo surgimento de doenças cardiovasculares. Além disso, ele também tem vitaminas do complexo B (B6 e B9) que ajudam a controlar os níveis de homocisteína, aminoácido que aumenta o colesterol ruim (LDL) quando ele aparece em grande quantidade no organismo.

As fibras que fazem parte da composição do inhame também podem ajudar quem deseja emagrecer por aumentarem a sensação de saciedade no organismo, o que é importante para que as refeições sejam feitas no horário certo e sem excessos. Outro ponto positivo é a presença de carboidratos, que dão mais energia para o corpo por liberarem a glicose de maneira mais lenta para a corrente sanguínea.

Além disso tudo, o fato de ajudar a aumentar os níveis de DHEA, hormônio que, dentre outras funções, consegue impedir a ação de uma enzima responsável pela síntese de gordura, também é um dos motivos que justificam esse benefício do inhame.

Ao aumentar os níveis de DHEA, além de ajudar a emagrecer, o inhame também auxilia na prevenção do mal de Alzheimer. Isso ocorre porque a doença é relacionada justamente à diminuição desse hormônio no nosso organismo ao longo dos anos, problema que pode ser evitado com o auxílio das vitaminas que fazem parte da composição do tubérculo.

O inhame também traz benefícios específicos para as mulheres. Isso porque ele conta com nutrientes que funcionam como repositores de hormônios importantes para a saúde delas, como é o caso do estrogênio, por exemplo, que aumenta a fertilidade e diminui os sintomas que acompanham o começo da menopausa.

Além de ser fonte de ferro, o inhame também conta com outros nutrientes que auxiliam na absorção e acesso ao mineral (cobre e vitamina C, respectivamente) e na produção de hemoglobina e ácido fólico (vitamina B6). Por isso, o sistema sanguíneo é um dos mais beneficiados pelo consumo do tubérculo, e o organismo diminui as chances de desenvolver problemas sérios relacionados à falta dessa substância, como é o caso da anemia.

Por contar com betacaroteno e vitamina C em sua composição, dois agentes antioxidantes, o inhame também tem como benefício ajudar a prevenir o câncer. Essas substâncias impedem a ação dos radicais livres, que causam a proliferação das células cancerígenas.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.