publicidade

Dez dicas para evitar a intoxicação alimentar durante as festas de carnaval

Quem for aproveitar a programação carnavalesca deve ter atenção redobrada com a alimentação para esta época do ano, que coincide com as altas temperaturas do verão, contribuindo para a proliferação de vírus e bactérias que podem causar intoxicação alimentar. Ela ocorre, justamente, ao ingerir alimentos ou água contaminados, gerando diarreia, vômito, dor de cabeça, cansaço extremo, fraqueza e desidratação.

O cirurgião geral do Hapvida Saúde, Tarcísio Carneiro, alerta que quando a refeição é feita na rua, o maior risco de contaminação está no armazenamento da comida.

Além disso, o médico esclarece que os alimentos mais suscetíveis a esse problema são os de origem animal, pois são mais vulneráveis. “Carnes, frango e ovos, por exemplo, já vêm com bactérias, mas é a forma do armazenamento que faz com que elas se multipliquem e causem doenças. A contaminação pode acontecer dentro do supermercado ou em casa, devido a refrigeração inadequada”, explica.

Veja 10 dicas de alimentação para o período do carnaval:

1. Tomar um café da manhã reforçado.

2. Manter o corpo sempre hidratado.

3. Intercalar o consumo de álcool com água ou suco natural.

4. Comer a cada três horas.

5. Evitar carnes e lanches gordurosos.

6. Não se alimentar em locais com higiene inadequada.

7. Evitar alimentos que estragam com facilidade, como maionese.

8. Uma alternativa aos alimentos vendidos na rua, é apostar em barras de cereais, biscoito e frutas.

9. Alimentos como açaí, banana, amendoim, cereais e tapioca ajudam a dar uma energia extra.

10. Sorvete de fruta é uma boa opção para refrescar no calor.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.

publicidade