RONDONOTICIAS terça-feira, 1 de dezembro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Ministro do Meio Ambiente faz sobrevoo nas áreas atingidas pelas queimadas

O Mato Grosso do Sul está em situação de emergência ambiental por causa das queimadas.


Assessoria

Publicada em: 03/10/2020 16:01:07 - Atualizado

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, acompanhado de outras autoridades, fez um sobrevoo de helicóptero na manhã deste sábado (3), em Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, para avaliar os impactos das queimadas no bioma, que já teve 3,4 milhões de hectares destruídos pelas chamas.

Salles tem sido pressionado pelo Senado a dar explicações sobre as ações do governo no Pantanal. Na sexta (2), a comissão do Senado que acompanha as ações contra as queimadas no Pantanal aprovou requerimento para que o ministro preste informações sobre as multas ambientais aplicadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Os senadores querem o detalhamento das sanções aplicadas pelos órgão nos últimos cinco anos em cada bioma brasileiro. Salles tem 30 dias para responder.

Na quarta (30), a mesma comissão fez um convite a Salles para ele esclarecer as medidas adotadas pelo governo para contenção e prevenção das queimadas. Ele não é obrigado a comparecer.

Neste ano, o fogo já consumiu mais de 1.408 milhão de hectares do Pantanal sul-mato-grossense, segundo dados do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA), obtidos em parceria com o Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais (LASA/UFRJ).

O Mato Grosso do Sul está em situação de emergência ambiental por causa das queimadas. A União disponibilizou ajuda de R$ 3,8 milhões. Além disso, o estado enfrenta, nesta semana, um recorde histórico de calor. Em Corumbá, na região pantaneira, os termômetros chegaram a marcar 43°C.



MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br