RONDONOTICIAS sábado, 6 de março de 2021 - Criado em 11/10/2001

Feito aborto de criança de 10 anos que engravidou estuprada pelo padrasto

Menina de 10 anos foi internada na noite desta quarta-feira (20) no Hospital Municipal de Governador Valadares e passa bem após o procedimento de interrupção da gravidez.


G1

Publicada em: 21/01/2021 12:47:46 - Atualizado

BRASIL: A criança de 10 anos que engravidou de gêmeos após ser estuprada pelo padrasto realizou procedimento de aborto em Governador Valadares (MG).

A informação foi divulgada pela Polícia Civil, que afirmou ainda que o caso seguiu todos os trâmites legais e teve assistência médica adequada à menina, que foi internada na noite desta quarta-feira (20), quando foi iniciado o procedimento de interrupção da gravidez, que terminou na manhã desta quinta-feira (21).

A menina permanece internada, mas passa bem.

O suspeito de estuprar a criança é o padrasto dela, de 26 anos, que fugiu após ser confrontado pela mãe da menina, que também está grávida do homem, com quem já tem outros dois filhos.

A delegada responsável pelo caso, Adeliana Xavier, falou sobre os próximos passos da investigação.

"O material vai ser recolhido pelo IML e, tão logo seja possível, será encaminhado para Belo Horizonte para realização dos exames pertinentes. Ontem mesmo decretamos pela prisão provisória do investigado, porque ele não foi localizado. Tão logo tenhamos um mandado a equipe dará todos os esforços para trazer esse suspeito para prestar declarações aqui na Delegacia de Governador Valadares", afirmou a delegada.

Pela legislação brasileira, o aborto é permitido em três situações:

se a gravidez for decorrente de estupro
se a gravidez representar risco para a vida da gestante
em caso de anencefalia fetal (quando o cérebro do feto não se desenvolve)

O G1 solicitou entrevista ao Conselho Tutelar da cidade, para saber como será o acompanhamento da criança, e aguarda retorno do órgão.

Entenda o caso

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o estupro contra uma criança de 10 anos, que engravidou após o crime. A denúncia foi feita pela mãe da menina, que desconfiou da gestação após perceber que a menstruação da filha estava atrasada.

Após um exame confirmar a gravidez, a mãe questionou a menina, que revelou que era abusada pelo padrasto desde os 6 anos de idade. A mulher confrontou o marido, que fugiu, e logo em seguida o denunciou na Delegacia da Mulher.

A mãe da vítima está grávida do suspeito, com quem já possui outros dois filhos. O homem, de 26 anos, ainda não foi localizado.



MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br