12/10/2016 08:55:42 - Atualizado em 12/10/2016 11:34:08

Homem de 54 anos tem rosto reconstruído no Hospital João Paulo II

Porto Velho- Helton Carlos Alves, de 54 anos, veio de União Bandeirantes para o Hospital e Pronto-Socorro João Paulo II, em Porto Velho, após sofrer um acidente com motosserra.

Ele chegou com o rosto desfigurado, e imediatamente foi atendido e levado ao centro cirúrgico, onde uma equipe composta por cirurgiões, anestesistas, buco-maxilo-facial realizou a primeira cirurgia.

“Eu estava cortando uma árvore, o motor de repente se soltou e atingiu meu rosto, deixando totalmente irreconhecível”, disse Helton.

Segundo o paciente, a rapidez dos profissionais salvaram sua vida. Hoje, com mais de 10 dias na unidade de saúde, ele vê a diferença ao se olhar no espelho, e fala com felicidade e agradecimento aos profissionais que fizeram com que seu sorriso, mesmo que ainda tímido, seja visto. “Quando vejo a foto que tiraram do meu rosto quando cheguei e vejo agora, só agradeço a Deus e aos médicos do Pronto-Socorro João Paulo II, que fizeram com que eu voltasse a falar e a comer. Acredito que foi um milagre”.

Os médicos responsáveis pelo procedimento cirúrgico foram os buco-maxilo-facial José Marcelo e Edmar Maurício, que limparam e fixaram a mandíbula dos dois lados. Em seguida, a face foi reconstruída pelo cirurgião plástico Leandro Debes. “Helton teve muita sorte. Ele fraturou a mandíbula dos dois lados, fragmentou o osso facial e perdeu vários dentes, mas não atingiu a língua, o que poderia ter causado sequelas graves. A equipe agiu rápido e conseguimos deixar o paciente bem e, principalmente, falando”, disse José Marcelo.

Helton Carlos já realizou três cirurgias no Pronto-Socorro João Paulo II, e ainda será necessário fazer mais duas, com o cirurgião plástico no Hospital de Base Ary Pinheiro, após 60 dias para poder cicatrizar as primeiras cirurgias. Passados esses dias, ele voltará para a realização da plástica final e avaliar se será preciso mexer novamente na mandíbula.

“Temos uma equipe de profissionais do Pronto-Socorro João Paulo II capacitada para qualquer tipo de emergência. O JPII é a porta de entrada para casos graves com todas as especialidades de plantão 24hs”, afirmou o secretário estadual de Saúde, Luís Eduardo Maiorquim.


comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias