15/10/2016 10:09:00 - Atualizado em 15/10/2016 12:02:13

Dois anos depois da inauguração, ponte continua sem iluminação

A obra foi inaugurada sem o projeto elétrico, e desde então, prefeitura e DNIT brigam pela manutenção e iluminação da ponte. A bancada federal silencia....

PORTO VELHO – RO: A ponte sobre o Rio Madeira, na BR 319, que liga os estados de Rondônia e Amazonas, foi inaugurada no dia 15 de setembro de 2014, com a vinda do então ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, e desde então enfrenta um grave problema, a escuridão.

Por conta do alto custo da instalação e manutenção da iluminação, a prefeitura de Porto Velho se recusa a arcar com as despesas, salientando que a obra pertence ao DNIT e, por isso, a obrigação do suporte é do governo federal.

A ponte tem 900 metros de extensão e 35 metros de altura, e reduz o tempo de viagem para quem sai da capital com destino a Humaitá (AM).

Por conta da escuridão, o local virou rota de fuga de bandidos, bem como ponto de encontro de usuários de drogas. Até corpos de pessoas assassinadas já foram desovados nas proximidades da ponte, onde os bandidos sentem-se seguros em função do breu.

A discussão sobre a responsabilidade do local se arrasta desde a inauguração da travessia. Na solenidade, Mauro Nazif entregou um documento de solicitação ao Ministério dos Transportes para a iluminação até o conjunto habitacional. O pedido foi assinado pelo ministro Paulo Sérgio Passos.

Fabiano Cunha, então superintendente do Dnit, explicou que o trabalho da rodovia BR-319, no trecho do início da ponte até o conjunto habitacional, não estava contemplada no projeto original, mas, com a solicitação, o projeto de operação seria licitado, o que não aconteceu.

Hoje, no Dnit da capital, ninguém comenta sobre o assunto, apenas afirmam que existe um pedido e que o projeto ainda está em análise pelo Ministério dos Transportes. Na prefeitura, a afirmação continua sendo de que a responsabilidade é do DNIT.

Dificilmente o problema se resolverá ainda este ano, e caberá ao prefeito que será eleito nos próximos dia 30, gestionar junto ao Ministério dos Transportes e ao DNIT, a solução do impasse, que garantirá melhor trafegabilidade durante a noite e maior segurança para a população, principalmente para os moradores das comunidades localizadas na parte Norte do Município de Porto Velho, onde crescem diversos loteamentos e obras residenciais.
fonte: Rondonoticias

comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias