RONDONOTICIAS terça-feira, 25 de junho de 2019 - Criado em 11/10/2001

Artistas destacam festa de passagem de ano promovida pelo Município

Eles agradeceram o espaço aberto para os cantores locais.


Comdecom

07/01/2019 10:22:52 - Atualizado


PORTO VELHO, RO - ‘Foi uma oportunidade ímpar de podermos mostrar o nosso trabalho em um grande evento promovido pelo setor público, que sempre priorizou os artistas de renome nacional”, declarou o cantor porto-velhense Gabriel Parada, ao falar do espaço aberto pela Prefeitura de Porto Velho para que oito artistas da capital realizassem o show da virada na noite do dia 31. Veja a galeria de fotos do evento: ww.portovelho.ro.gov.br/artigo/22931/adeus-a-2018-reveillon-promovido-pela-prefeitura-e-sucesso-de-publico

Penúltimo a subir ao palco, Gabriel levantou o público com músicas no melhor estilo baiano. Mais de 20 mil pessoas participaram da festa. “Temos cantores excelentes em Rondônia, que estão no mesmo nível dos artistas conhecidos nos grandes centros, porém é preciso que as portas se abram para esses talentos daqui, a exemplo do que ocorreu neste ano de 2018”, completou.

Um dos vocalistas da banda Piolho de Cobra, Mário San, afirmou que a classe artística local há muito precisava de apoio desse porte. “È a primeira vez que isso acontece em Porto Velho - só temos que agradecer ao Município por nos oportunizar esse momento”, observou.

Os artistas que se apresentaram foram Gabriel Parada (Axè), Piolho de Cobra (Forró), Mikeias Lima (Sertanejo), Lívia e Thainara (Sertanejo), Krissya Ugalde (Forró/Sertanejo - Forrónejo) Alanpop (estilo variado), Mariana Arruda (Forró) e a dupla Gabi e Gabriela (Sertanejo).

Democratizar - Cultura

“A Prefeitura de Porto Velho está democratizando a cultura, oportunizando os diversos segmentos a disseminarem o seu trabalho para que possam contribuir para elevar cada vez mais o nível das produções locais”, declarou o presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes.

Ele lembrou que no ano de 2018 a Prefeitura, via Funcultural, promoveu a Semana do Samba e o Boto Rock. Teve ainda evento específico para o segmento do sertanejo universitário e do forró.

“No carnaval, priorizamos as marchinhas com o intuito de resgatar esse estilo de música que vem sendo esquecida pelas novas gerações”, observou.



Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.