RONDONOTICIAS segunda-feira, 10 de dezembro de 2018 - Criado em 11/10/2001

Justiça declara inconstitucional Lei que alterou data do IPTU em Porto Velho

A Lei chegou a ser vetada pelo Executivo por vício de iniciativa, mas o veto foi derrubado e a Lei acabou promulgada pela Mesa Diretora da Câmara Municipal.


16/07/2018 09:39:56 - Atualizado

PORTO VELHO: O Pleno do Tribunal de Justiça de Rondônia julgou procedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade 0800047-25.2018.8.22.0000 da Lei Municipal 701/2017 aprovada pela Câmara Municipal de Porto Velho que alterou as datas de vencimento do IPTU. A referida Lei foi aprovada no ano passado e alterou dois artigos da Lei 199/2004, mudando a data de vencimento do imposto, de 31 de março para 31 de maio.

A Lei chegou a ser vetada pelo Executivo por vício de iniciativa, mas o veto foi derrubado e a Lei acabou promulgada pela Mesa Diretora da Câmara Municipal. Segundo a Procuradoria Geral do Município, a lei causou diminuição da receita orçamentária, e não apresentou estimativa de impacto-orçamentário-financeiro. Além da mudança nas datas de vencimento, a Lei também concedeu percentuais de desconto ao contribuinte.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.