RONDONOTICIAS quarta-feira, 17 de outubro de 2018 - Criado em 11/10/2001

Rondônia em Debate entrevista professor e historiador Francisco Matias


Jaqueline Alencar / Rondonoticias

01/10/2018 23:58:41 - Atualizado

Em homenagem ao aniversário de Porto Velho, comemorado oficialmente neste dia 2 de outubro, o Programa Rondônia em Debate, apresentado pelo jornalista e advogado Arimar Souza de Sá, exibido de segunda a sexta-feira das 18 às 19 horas na TV Gazeta, Canal 25 pela Rede TV em Rede Estadual, entrevistou na noite desta segunda-feira (1º), o professor, historiador e analista político Francisco Matias.

O site Rondonoticias acompanhou a entrevista. Com precisão de um bisturi histórico, Francisco iniciou explicando que os 104 anos referem-se a criação do município ocorrida no dia 2 de outubro de 1914 ao ser desmembrado de Humaitá (AM), e não da capital, criada 5 anos depois, em 7 de setembro de 1919.

Enriquecendo o programa com detalhes, o professor permeou relatos que passaram pela divisória entre o filho que cresceu mais que a parturiente mãe Humaitá através da gestão do primeiro homem a governar o município major Fernando Guapindaia; o ciclo da borracha; a primeira Mundial; a criação da Estrada de Ferro Madeira Mamoré; e conflitos entre os povoados brasileiros e norte americanos.

Prosseguindo com sutileza, o historiador contou em riqueza de detalhes como foi a projeção da capital de Rondônia, e frisou: “Porto Velho nasce meio brasileira e meio americana, isto é uma história que a juventude precisa saber”, destacou.

Primeiros Políticos:

Também foram citados pelo analista político, os primeiros homens públicos como: Arthur Napoleão Lebre, farmacêutico; o médico Pedro de Alcântara Bacelar; médico Joaquim Tanajura, primeiro prefeito eleito pelo voto direto com 281 votos e fundador do Alto Madeira; engenheiro Francisco Erse que traçou o projetou a Bolivar/Farquar; e o coronel Aluízio Ferreira governador entre 1944 e 1946 que detestava o nome Porto Velho e inclusive o trocou por cinco anos por Caiari, atuou na criação do então Território Federal do Guaporé (atual estado de Rondônia) e foi deputado federal, enfrentando conflitos com Getúlio Vargas.

O deputado Joaquim Vicente Rondon que, em seu mandato silencioso, promoveu Cândido Rondon a Marechal; e outros homens que fizeram parte da história política do estado também foram lembrados.

Escândalos sexuais

Autor de vários livros que relatam a história da capital de Rondônia, ao ser entrevistado por Arimar Souza de Sá que também conhece detalhes da história de Porto Velho, o professor Francisco Matias falou ainda sobre os sucessores da história política do Território Federal de Rondônia, recriados com este nome em homenagem à Marechal Candido Rondon com sanção do presidente Juscelino Kubitschek, e marcado sob comando das Forças Armadas, normas da Ditadura Militar, e escândalos sexuais.

A BR 364 antiga Rodovia Acreana, criada pelo governador coronel Paulo Leal, e outras obras que despontaram a capital e Rondônia para o progresso, e outros assuntos também estiveram na rica abordagem feita no Programa, que conta com participação ao vivo dos internautas e telespectadores através da Rede Social do Facebook e WhatsApp.

Confira a entrevista na íntegra no vídeo abaixo e,

PARABÉNS PORTO VELHO!


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.