19/04/2016 08:24:01 - Atualizado em 19/04/2016 11:23:04

Nesta entrevista, a presidente da CAERD fala das ações da Companhia, do esforço do combate ao desperdício e as fraudes, e esclarece sobre a Operação Kairós, que devassou a Estatal...

RONDONOTÍCIAS: Presidente, entrou para o folclore das obras inacabadas, o Saneamento básico de Porto Velho. Qual o atual estágio desta obra?

IACIRA AZAMOR: Realmente, sobre o sistema de abastecimento de água, tivemos uma interrupção causada por rompimento das relações contratuais com a empresa que executava. Mas hoje, está tudo certo com o contrato, a empresa já está montando os canteiros e, ao cessar o período de chuvas, ela retoma a captação da água. O restante da obra está aguardando uma manifestação final da Caixa Econômica, para a licitação, mas isso deve acontecer ainda esse ano. O mais importante da obra já está contratado.

RONDONOTÍCIAS: Qual o valor desse investimento?

IACIRA AZAMOR: Temos agora R$ 40 mi para executar o restante da obra. É uma edificação com custo total de R$ 120 milhões, mas já foi executada uma parte pela Andrade Gutierrez, desde 2008. Na verdade, já temos quase 70% de obra feita.

RONDONOTÍCIAS: Esse empreendimento é feito com recursos do PAC. A propósito, do que está contratado, não tem volta?

IACIRA AZAMOR: Não, não tem! O esgoto também, nós temos uma ordem de serviço e a empresa já está elaborando o projeto. Vamos iniciar pela estação de tratamento e, posteriormente, as redes e os elevatórios para captação.

RONDONOTÍCIAS: Numa previsão otimista, quando estarão os homens de volta em campo trabalhando, para conclusão dos serviços?

IACIRA AZAMOR: A nossa previsão é para meados de Maio. Estamos trabalhando para isso, embora em se tratando de convênio, muita coisa pode acontecer.

RONDONOTÍCIAS: Essa obra do Saneamento da capital é bancada com recursos advindos do Governo Federal? Tem parceria com o Estado?

IACIRA AZAMOR: Essa primeira fase é toda praticamente financiada pelo Estado de Rondônia. São os primeiros R$ 117 milhões, todos recursos próprios do Tesouro Estadual.

RONDONOTÍCIAS: E sobre o consumo da água da Caerd que chega aos lares de Rondônia. Podemos dizer que esse líquido, é de qualidade?

IACIRA AZAMOR: SIM! Com recursos do PAC, foi feita uma reforma de revitalização do sistema de laboratório da Companhia e esse laboratório atende o interior também, onde é monitorada a qualidade da água. Portanto, o consumo é de qualidade.

RONDONOTÍCIAS: As residências que ainda não são cobertas pela rede de água da CAERD, mesmo assim, tem atenção também da Companhia, através de orientação, insumos etc.

IACIRA AZAMOR: Temos, através de nossos técnicos, procurado orientar sobre o uso de água de poço, quase sempre contaminada, o que é proibido. Mas com essas três obras do PAC, a CAERD espera conseguir atender 100 % da cidade em breve.

RONDONOTÍCIAS: Mudando de assunto. Presidente, o que aconteceu na Companhia, onde sofreu uma devassa, com Operação Kairós, que desbaratou várias irregularidades, afastou funcionários, cumpriu mandados de busca de apreensão etc..?

IACIRA AZAMOR: No dia 06 de Janeiro de 2014, quando eu assumi a Companhia, aceitei o convite do governador, com o objetivo de sanear e resolver a questão das dívidas da CAERD. Ao detectar os primeiros problemas da diretoria, fomos em busca de saber o que havia acontecido. Montamos uma uma equipe multidisciplinar em parceria com a Controladoria Geral do Estado, e tudo o que foi encontrado de irregularidades, encaminhamos ao Tribunal de Contas, Ministério Publico e também para a SESDEC. A partir daí, passamos a demandar todas as ações que desenvolvemos para avaliação. De toda essa ação, é que foi gerada a Operação, KAIRÓS, decorrente do período da chamada Gestão Compartilhada, de governo anteriores. Foi de iniciativa nossa essa depuração.

RONDONOTÍCIAS: Outro assunto que cremos ser de interesse da CAERD, é coibir o desperdício, gatos e outras práticas irregulares que acabam, de uma forma ou de outra, respingando na conta do consumidor. Que outros assuntos são determinantes para o aumento da tarifa do consumo de água?

IACIRA AZAMOR: São várias coisas que determinam os fatores do aumento na conta da água. A CAERD trabalha só até o hidrômetro, infelizmente não podemos entrar nas casas para detectar possíveis desperdícios entre outros. Com relação às fraudes, estamos fazendo as blitz semanais e cortando fornecimento, caso haja suspeita de fraude, além de entrar com ação contra as pessoas que cometem esse tipo de delito.

RONDONOTÍCIAS: E sobre a parceria entre a CAERD e outros órgão da administração pública, sobretudo prefeituras, onde pensa-se, também, possíveis desperdícios?

IACIRA AZAMOR: Temos feito um trabalho junto às repartições publicas de revisão interna dos equipamentos, vasos, torneiras, etc. Não é possível fazer diariamente este trabalho. Temos, no entanto, procurado contribuir bastante com órgãos públicos. A parceria com municípios está também na concessão, e tem sido sadia.

RONDONOTÍCIAS: Hoje, quanto por cento da malha de água do Estado, está coberta através do Sistema de água da CAERD?

IACIRA AZAMOR: 40%. Tirando os municípios que têm serviço autônomo.

RONDONOTÍCIAS: Presidente, obrigada pelos esclarecimentos sobre os assuntos abordados aqui.

IACIRA AZAMOR: Grata pela entrevista, e nos colocamos-nos à disposição pelo telefone 08006471950. Nosso email é: pre@caerd-ro.com.br, onde nós sempre atenderemos a população da melhor forma possível.

fonte: Rondonoticias

comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias

Editorial: Entrevista
  1. 1 ​Nesta entrevista, o vereador Alan Queiroz, líder do prefeito na Câmara, faz uma análise dos primeiros atos da nova administração e se diz confiante nas ações de Hildon Chaves..
  2. 2 Nesta entrevista, o advogado Gilberto Baptista, Superintendente da FIERO, fala da crise na Indústria, na busca de soluções e defende melhor atenção a "hidrovia" do Rio Madeira...
  3. 3 Sophie Charlotte conta que parto de Otto durou 12 horas: 'Anestesia do meu próprio corpo'
  4. 4 ​Entrevista com o secretário municipal da agricultura, Leonel Bertolin, falando a respeito do vigor agronegócio de Porto Velho e da posição estratégica do município para exportação...
  5. 5 Nesta entrevista, o juíz eleitoral Juacyr Junior, fala da anulação do impeachment, discorre sobre a regra eleitoral para as eleições deste ano, e da crise política institucional instalada...
  6. 6 Nesta entrevista, o secretário SESDEC, Antônio Carlos Reis, detalha as ações da polícia no combate à criminalidade, os avanços na pasta e a inauguração das Unidades Integradas de Segurança Pública...
  7. 7 ​Nesta entrevista com o secretário de obras do município, Gilson Nazif, ele fala de etapas, avanços dos trabalhos na capital e se gaba, ninguém é mais comprometido com o município do que eu...
  8. 8 Na entrevista com o Vice Governador de Rondônia, Daniel Pereira, ele fala de avanços na administração, da crise na educação, do combate à violência no Estado, sobretudo na saúde...
  9. 9 Comandante geral quer aumentar ainda mais a operacionalidade da Corporação
  10. 10 Município presta serviços de acolhimentos protetivos​