RONDONOTICIAS quarta-feira, 16 de outubro de 2019 - Criado em 11/10/2001

'Maior de todas': Amanda Nunes acerta chutaço e faz história no UFC

Baiana nocauteou Holly Holm com golpe no rosto e agora detém dois cinturões


Correio Braziliense

07/07/2019 10:25:53 - Atualizado

BRASIL - A baiana Amanda Nunes entrou para a história do MMA neste sábado (6), após nocautear a ex-campeã peso-galo (61 kg) Holly Holm com um chutaço no rosto, durante o co-main event do UFC 239.

Com apenas 4 minutos 10 segundos, a 'Leoa' natural de Pojuca, na Região Metropolitana de Salvador, conseguiu mais uma vez defender seu título e, de quebra, se tornou a primeira lutadora a nocautear a americana.

Holm era a única ex-campeã da categoria que faltava no currículo de Amanda -- algoz de Miesha Tate e da superstar Ronda Rousey, também superada pela baiana. Também dona do título dos penas, ela "limpou" a divisão de cima por ter no cartel triunfos contra Cris Cyborg e Germaine de Randamie.

E como desbancou, basicamente, todas as melhores do mundo, incluindo a atual campeã dos moscas, Valentina Shevchenko, à época na categoria de cima, é justo apontar que seja a maior lutadora de MMA da história.

A pojucana é a primeira atleta a se manter com o posto de 'champ champ', nome que se dá à campeã em duas categorias, e defender o status - falta defender o titulo dos penas (66 kg) - com permissão do UFC, sem risco de ser obrigada a escolher uma das categorias.

"Eu disse para os meus treinadores que eu a nocautearia assim, com chute alto, do jeito que ea gosta de nocautear as pessoas. Meu próximo passo é defender meu cinturão dos penas", declarou ainda no octógono.

Luta
Amanda caminhou para frente e dominou o octógono sem, no entanto, partir para a trocação franca, estudando a adversária, o que pareceu frustrar um pouco Holm, que a cada golpe tentado recebia um chute mais baixo ou um cruzado de contragolpe.

Ainda nos primeiros momentos da briga, uma queda de Amanda mostrou que seu leque de opções de ataque era bem maior que da oponente, tanto que ela aproveitou uma troca de base de Holly para conectar um chute alto, a levando a knockdown. A partir daí, mais dois socos garantiram a manutenção do título para a Bahia. Com informações do Canal Combate.



Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.