13/11/2017 14:55:50 - Atualizado em 13/11/2017 14:55:50

A crise de valores humanos no país e seus reflexos na segurança pública

PORTO VELHO,RONDÔNIA- Nós brasileiros vivemos em um país cujos índices de violência e criminalidade estão entre os mais elevados do planeta e tem causado muito sofrimento na nossa população que exige do poder público uma solução para esse problema.

O quadro atual de insegurança tem suas raízes na crise de valores humanos da nossa sociedade. Esses valores são à base da convivência harmoniosa entre as pessoas, devendo ser construídos e solidificados primeiramente no convívio familiar, e depois nas escolas, igrejas entre outros ambientes sociais.

Um dos mais importantes mecanismos de contenção, de freio, numa sociedade é a capacidade das pessoas discernirem o que é certo e o que é errado e conduzirem as suas ações com correção, de acordo com os valores éticos e morais.

Nas últimas décadas, percebemos uma crise de valores humanos na sociedade brasileira. A educação dos nossos filhos sofre enorme influência de ideologias e crenças negativas que são difundidas nos meios de comunicação e nas redes sociais.

Atualmente, é cada vez mais comum crianças não obedecerem e até mesmo agredirem os pais e professores. Muitos jovens, desprovidos de valores como respeito, compaixão, solidariedade e fé em Deus, ingressam cada vez mais cedo na vida das drogas e do crime.

A sociedade brasileira precisa rever muitos conceitos. Hoje em dia, o poder público é obrigado a interditar ruas para a realização de passeatas que fazem apologia ao uso da maconha. Sabemos que esta droga destrói famílias e alimenta o poderio do tráfico que é responsável pela morte de milhares de inocentes todos os anos. Muitos viciados roubam e matam a fim de obterem dinheiro para comprar drogas.

Querem impor, sem o conhecimento e o consentimento da maioria das famílias brasileiras, o ensino da ideologia de gênero nas escolas, segundo a qual os filhos não nascem meninos ou meninas e que o gênero feminino e masculino seria uma “construção social”.

Recentemente, ocorreu uma exposição em Porto Alegre para crianças e adultos contendo objetos e imagens de pedofilia, zoofilia, pornografia e blasfêmia de símbolos cristãos. Em um Museu de São Paulo, uma menina foi estimulada a tocar um homem nu, tudo “em nome da arte”. E o que é pior, esses fatos aconteceram com a conivência de órgãos públicos que deveriam zelar pelos direitos dessas crianças.

Bandidos são tratados como “vítimas da sociedade” e os policiais como criminosos.

Infelizmente, os valores que estão sendo propagados na nossa sociedade estão invertidos e necessitam ser repensados urgentemente. Precisamos eleger pessoas compromissadas com o resgate dos valores humanos, fortalecimento da família, estímulo à religiosidade, sentimento de patriotismo, civismo, solidariedade, respeito entre outros.

fonte: Rondonoticias

comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias