RONDONOTICIAS terça-feira, 25 de junho de 2019 - Criado em 11/10/2001

Mulher que morreu na draga próxima à Ponte Araras é velada

Ponte está interditada pelo DNIT e Defesa Civil desde ontem para obras de elevação


Jaqueline Alencar / Rondonoticias

05/03/2019 11:29:09 - Atualizado



NOVA MAMORÉ RO - Será enterrada nesta terça-feira (5) no município de Nova Mamoré, Juliete Silva, de 28 anos, que morreu depois que uma draga afundou no último domingo (3) nas águas do Rio que fica próximo aos distritos da Penha e Araras.

O corpo da mulher foi encontrado por bombeiros e mergulhadores que trabalham na localidade (veja no vídeo abaixo). Segundo informações, a draga pertence um homem identificado como Edivaldo, irmão do ex – prefeito de Nova Mamoré Laerte Queiroz e snão estava em perfeitas condições de funcionamento.

Conforme relatos de testemunhas, dois funcionários que estavam a bordo da draga conseguiram sair a tempo de se salvar, mas a mulher decidiu voltar para o quarto onde ela estava para pegar os documentos pessoais dela e, no exato momento, a embarcação afundou e acabou sendo vítima da fatalidade.

Interdição

O Rio onde Juliete foi vítima, fica próximo à Ponte do Araras, localizada no KM 3 da BR 425 que foi interditada parcialmente nessa segunda-feira (4) pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em conjunto com a Defesa Civil do Estado de Rondônia.

No início da noite do mesmo dia, De acordo o Governo do Estado, divulgou uma Nota informando que o tráfego de veículos será interrompido até às 17 horas de hoje (5).

A interdição, conforme noticiado ontem (4) aqui no Rondonoticias, se faz necessária para que os trabalhadores realizem o trabalho de alteamento, pois a lâmina d’água já chega aos 25 centímetros, impossibilitando a passagem de veículos menores.

Ontem (4) segundo a Defesa Civil, quando foi liberada a passagem de uma ambulância, os condutores invadiram de forma desordenada causando danos no trabalho anteriormente realizado. Em função disso, foi necessária a interdição total no horário programado.

Para ordenamento no tráfego de veículos, a Polícia Rodoviária Federal estará orientando o fluxo de veículos somente após o alteamento da ponte. A Defesa Civil do Estado já entrou em contato com as empresas de transportes intermunicipais e estaduais para não emitirem bilhetes de passagens tendo em vista a interdição.

Imagens gravadas por motoristas que trafegam pelo local, mostram a dificuldade na passagem pela Ponte (confira abaixo).

SAIBA MAIS: VÍDEO - DNIT antecipa obras, e interdita Ponte do Rio Araras

 Ponte do Araras fica submersa e será interditada até quarta-feira, diz DNIT

Nível do Madeira inunda centro da capital e dificulta tráfego na Ponte

Governo pontua ações para atender atingidos pela cheia em Rondônia

Prefeito de Porto Velho sobrevoa áreas afetadas do Rio Madeira

Rios de Rondônia estão no limite das grandes enchentes


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.