RONDONOTICIAS domingo, 18 de agosto de 2019 - Criado em 11/10/2001

Economista fala sobre a Rondônia Rural Show e agronegócio do estado

Assim como outros Governos, especialista avaliou que Marcos Rocha também tem o dever de deixar seu legado no agronegócio do estado


Jaqueline Alencar / Rondonoticias

23/05/2019 23:30:01 - Atualizado

PORTO VELHO RO - O Programa a Voz do Povo, apresentado pelo jornalista e advogado Arimar de Souza Sá ao vivo de segunda-feira à sexta-feira do meio-dia às 13 horas na capital em 103,1 e pela Antena FM em Rede Estadual, recebeu nessa quinta-feira (23), o professor doutor em economia Otacílio Moreira de Carvalho, da Universidade Federal de Rondônia (UNIR).

Entre os temas abordados, o especialista falou sobre a Rondônia Rural Show, a maior Feira do Agronegócio da Região Norte que acontece de 22 a 25 de maio em Ji-Paraná, município do interior do estado que se torna capital nos dias de realização do evento, fato destacado o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado estadual Laerte Gomes (PSDB) na abertura.

Destacando que o evento consagra a maior atividade econômica de maior expressão no estado, sustentando uma condição ímpar em relação ao país, Otacílio Moreira disse que a Feira, não só condiciona a realização de negócios para pequenos e grandes produtores e empreendedores, como também serve como um balcão de anúncios, ou seja, uma vitrine tecnológica para produtos.

Citando casos de sucesso de quem já participou da Rondônia Rural Show, ele destacou neste sentido também que o evento trouxe para o estado tudo que há de inovador na área de agroindústria.

Agronegócio X Porto Velho

Sobre o setor produtivo do estado, o economista ressaltou a soja e a pecuária como principais responsáveis das exportações de Rondônia com um percentual de em torno de 60%. Além destes, o café, o peixe, e outros produtos também têm impulsionado o setor econômico do estado, conforme ressaltou.

No programa, o professor, que também já atuou no Idaron de Rondônia, fez uma análise sobre o agronegócio da capital do estado. Questionado do porque mesmo a região sendo a responsável pela maior fatia do mercado da pecuária, e mesmo assim não consegue ser pujante na área de agronegócio, na análise dele, falta atenção às cadeias produtivas.

Citando os mais de um milhão de cabeças de gado, porém espalhados em 400 quilômetros, o que desfavorece o mercado, usou o rebanho de leite como sendo um dos maiores do país, “entretanto, no estado, só tem um laticínio. A maior bacia leiteira é em Nova Mamoré, e conta com três agroindústrias, e Porto Velho não tem”, lamentou exemplificando.

Outra medida que deveria ser tomada para solucionar o problema, complementou o entrevistado, “é o incentivo tributário, e não levar as agroindústrias apenas para o seu curral eleitoral”.

Para que a ações se compatibilizem, complementou o economista, é necessário não se concentrar somente na pecuária ou na cadeia leiteira, e sim expandir como foi feito no Governo Ivo Cassol com o aumento do rebanho, e Confúcio Moura que trouxe a piscicultura como nova alternativa de investimento no agronegócio.

“É necessário pesquisar outros produtos que possam incentivar e estimular ainda mais o crescimento do agronegócio no estado. E o novo Governo também tem esse dever de deixar sua marca”, reforçou.

Explanação

Na entrevista Otacílio Moreira também destacou o clima favorável, solo e facilidade de comercialização de produtos como um dos principais fatores que tornaram o agronegócio um setor promissor no estado; falou sobre cursos da UNIR e pesquisas voltadas para o setor do agronegócio como engenharia de produção e Medicina Veterinária; reaproveitamentos animais que podem ser destinados para indústrias de ração conforme exemplificou; órgãos que apóiam e incentivam a agricultura no estado a exemplo do Idaron que foi premiado como referência internacional no combate à febre aftosa; canalização de recursos para o fomento da área; impulsionamento do premiado café de Cacoal; vantagens e desvantagens das produções de soja e leite; agregação de valor aos produtos locais visando mercado exportador; e outros assuntos de interesse dos ouvintes.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

A Voz do Povo - Entrevista Dr. Otacílio Moreira


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.