RONDONOTICIAS quarta-feira, 20 de novembro de 2019 - Criado em 11/10/2001

Rondônia é o quarto colocado do Brasil em empreendimentos inovadores


Secom

21/10/2019 15:28:37 - Atualizado


PORTO VELHO, RO - Rondônia ocupava até 2018 a última colocação no pilar de Inovação no Ranking de Competitividade dos Estados, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), mas este ano o Estado subiu 11 colocações, ficando em 16º. Além disso, Rondônia é o quarto colocado em todo o país no indicador de empreendimentos inovadores, que mede o número de aceleradoras, incubadoras, parques tecnológicos e parques científicos associados à Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec) para cada 1 milhão de habitantes.

Segundo a CLP, a inovação é peça-chave para o crescimento e desenvolvimento econômico de longo prazo, pois ela promove ganhos de produtividade que permitem às pessoas e organizações produzirem mais, novos e melhores produtos e serviços a custos menores para um dado nível de insumos (fatores) produtivos. “A inovação envolve a introdução de novas técnicas e métodos que transformam positivamente os processos existentes no interior das empresas, organizações e da sociedade em geral. Envolve, portanto, uma melhora significativa, que, em geral, substitui práticas e processos anteriores”.

O resultado vem na esteira do lançamento do Programa de Inovação Rondoniense da Superintendência de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi), que está criando a primeira incubadora de empresas do Governo Estadual e está fazendo a segunda edição do Meetup.RO, um fórum de inovação e competitividade criado para estimular um ecossistema de empreendedorismo inovador em Rondônia.

“O Meetup.RO estimula esse ambiente, depois nós vamos apresentar os hackathons, maratonas hackers que vão apresentar problemas e os participantes vão apresentar soluções. Dessas maratonas, a pessoa já sai com uma ideia para apresentar na incubadora de empresas que estamos criando. Essa incubadora fará parte de uma iniciativa ainda maior, a Rede Estadual de Incubadoras, que vai estimular e reunir todas as incubadoras de empresas do Estado”, explica Sérgio Gonçalves, o superintendente da Sedi.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.