10/08/2017 16:53:58 - Atualizado em 10/08/2017 17:04:39

Comissão julgadora do Prêmio Fiero Paulo Queiroz de Jornalismo classifica trabalhos

PORTO VELHO, RONDÔNIA- Os trabalhos concorrentes ao Primeiro Prêmio Fiero Paulo Queiroz de Jornalismo foram submetidos à Comissão Julgadora, que se reuniu nesta quinta-feira, 10, na sede do Sistema Fiero, para avaliar a pertinência do material inscrito com o que rege o regulamento da competição. Coube à Comissão Julgadora identificar e classificar os vencedores por categoria (telejornalismo – webjornalismo - radiojornalismo e jornalismo impresso) e respectiva colocação.

A comissão contou com a participação de profissionais da área, professores de jornalismo e representantes de entidades ligadas à Federação das Indústria, dentre eles, o presidente do Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e de Material Elétrico do Estado de Rondônia (Simmmero) e vice-presidente Desenvolvimento Econômico da Fiero, Adélio Barofaldi; o professor de Jornalismo Uniron, Emanuel Jadir Siqueira; o representante do Sindicato dos Jornalistas, Carlos Henrique Ângelo; o delegado suplente junto a CNI e diretor Financeiro do Sinduscon Porto Velho, Denis Roberto Baú; o presidente Sindicato das Indústrias Madeireiras de Rolim de Moura (Simaron) e vice-Presidente de Assuntos Tributários da Fiero, Edmilson Matos Candido; a coordenadora Curso de Jornalismo da Unir, Maíra Carneiro B. Maia; e a coordenadora do Curso de Propaganda e Marketing da Uniron, Maria Ângela de Lima.

De acordo com a coordenadora de Curso de Jornalismo da Unir, Maíra Carneiro, todo prêmio de jornalismo é importante porque fomenta as duas partes, neste caso, a da indústria e a da produção jornalística. “A partir do momento que os jornalistas começam a enxergar como a possibilidade de classificação, de algo a mais para seu currículo, eles se esforçam mais para produzir um trabalho melhor, mais aprofundado e ao mesmo tempo é importante para o outro lado, pois consegue divulgação com mais qualidade”, comentou.

Na análise do professor de jornalismo da Faculdade Uniron, Emanuel Jadir Siqueira, a instituição do prêmio fomenta a participação da imprensa, principalmente ao abordar temas relevantes que têm a ver com a economia do estado, da produção industrial, temas de interesse público e que tem a ver com a questão do desenvolvimento social, econômico e cultural do estado de Rondônia”, disse.

O prêmio busca ampliar as inciativas daqueles profissionais em busca de levar à sociedade, por meio de reportagens, os efeitos benéficos envolvendo melhoria de infraestrutura, educação, saúde, educação básica e profissional, meio ambiente, sustentabilidade. A afirmação é do ex-presidente da Fiero, Denis Baú. “São ações desenvolvidas por instituições e empreendedores no estado, mas a população desconhece, pois falta divulgação à sociedade. A Fiero está de parabéns por esta importante iniciativa”, finalizou Baú.

Os vencedores serão anunciados em 10 de setembro, a premiação total chega a R$ 66 mil e a entrega da premiação será em setembro, data em que se comemora o aniversário de fundação da Federação das Indústrias de Rondônia, durante jantar com jornalistas. A solenidade de premiação está marcada para o dia 19 de setembro.

Os trabalhos selecionados pela Comissão Julgadora nas categorias Jornalismo impresso, radiojornalismo, telejornalismo e webjornalismo receberão a seguinte premiação: 1º lugar, por categoria, prêmio no valor de R$ 7.000,00 (sete mil reais); 2º lugar, por categoria, prêmio no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais); 3º lugar, por categoria, prêmio no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais); 4º lugar, por categoria, prêmio no valor de R$ 1.500,00 (mil e quinhentos reais). O trabalho classificado em 5º lugar receberá menção honrosa, sem premiação em dinheiro.

fonte: Rondonoticias

comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias