09/01/2018 17:26:10 - Atualizado em 09/01/2018 17:26:10

Sintero apresenta plano de valorização dos trabalhadores em educação

PORTO VELHO,RONDÔNIA- A direção do Sintero protocolou no dia 21/12/2017 no Gabinete do governador Confúcio Moura e na Seduc, uma proposta de plano de valorização dos trabalhadores em educação do estado para os próximos três anos. Junto com o documento, foram protocolados ofícios com solicitação de audiência a ser marcada ainda no mês de janeiro de 2018 para a apresentação do conteúdo do plano.

A proposta de plano de valorização dos trabalhadores em educação foi elaborada a partir das principais carências da categoria, levantadas por uma comissão interna do Sintero, e depois discutida no âmbito do Sistema Diretivo do sindicato e, finalmente, discutida e aprovada pelos próprios trabalhadores em assembleias realizadas em todas as Regionais.

O plano tem como base os principais itens da meta 17 da Lei nº 3.565, de 03 de junho de 2015, que instituiu o Plano Estadual de Educação, acrescido de propostas para soluções de problemas mais urgentes que afetam o sistema de ensino público no Estado de Rondônia.

A presidente do Sintero, Lionilda Simão, disse que o plano de valorização também é uma solução para evitar a necessidade de constantes negociações com o governo visando corrigir situações sazonais. ”Uma demonstração disso é a necessidade de previsão de correções salariais para os próximos três anos. Isso evitaria uma greve a cada início de ano letivo, pois a categoria já saberia qual o índice de reajuste daquele ano”, exemplificou a presidente do Sintero.

Segundo Lionilda Simão, os trabalhadores em educação não podem mais conviver com salários defasados, falta de valorização, nem sendo preteridos em relação aos servidores públicos que possuem formação equivalente e que atuam em outras áreas.

O plano propõe, entre outras coisas, a instituição de um piso salarial para os Técnicos Educacionais, sugestões para a otimização dos recursos da educação, melhorias salariais e melhorias das condições de trabalho, principalmente priorizando a saúde dos trabalhadores em educação.

A direção do Sintero espera que o governo do estado atenda à solicitação de audiência e agende uma reunião mais rápido possível, pois no início do ano letivo de 2018 deverão ser convocadas novas assembleias em todas as Regionais para discussões sobre o tema e para deliberações.

fonte: Rondonoticias

comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias