RONDONOTICIAS domingo, 16 de dezembro de 2018 - Criado em 11/10/2001

PRESIDENTE DO TJ: Gestão será voltada para melhorar atendimento à população


Rondonoticias/ASSESSORIA

10/01/2018 15:39:39 - Atualizado


RONDÔNIA - O novo presidente do Tribunal de Justiça de Rondônia, desembargador Walter Waltemberg Silva Junior, apresentou na manhã desta quarta-feira (10), em uma coletiva de imprensa, as propostas para sua gestão e prioridades para o biênio 2018-2019.

Investimentos em tecnologias, mudanças no horário de funcionamento para aperfeiçoar e melhorar o atendimento a população são prioridades da presidência.

“Nesse biênio, nós vamos focar no cidadão, com projetos no sentido de ampliar o atendimento a população no âmbito da Justiça de menor potencial, prolongando o atendimento das 7h às 22h. Então, nos juizados especiais nós podemos fazer essa ampliação da alternação que é exatamente o conjunto de atividades que propiciam o início de um processo de menor valor econômico, como reclamações contra empresas aéreas, contas de energias abusivas e todas outras pequenas causas que serão atendidas de uma forma mais ampliada”, destacou.

Outra novidade é a intensificação da modernização tecnológica para reduzir filas e a possibilidade de agendar o atendimento pela internet. “Na minha visão, esse horário pode ser tanto de dia quanto de noite, porque muitas pessoas não conseguem estar presente durante o dia por causa do trabalho e a noite vai ser mais fácil. Essa semana, nós estamos indo em uma missão em Florianópolis para uma visita em uma fábrica de software para trazer ideias e fazer um estado digital. Nossa intenção é que os inquéritos se iniciem por meio digital nas delegacias, sejam encaminhados para Ministério Público (MP), Tribunal de Justiça (TJ) e para Supremo Tribunal de Justiça (STJ) tudo pela internet em um sistema integrado”, disse o presidente.

Sobre o orçamento, Walter Waltenberg explica que após assumir a presidência foram feitos alguns cortes de gastos. “Eu tenho feito alguns cortes no orçamento, algumas despesas que me parecem propositadas porque nós não podemos agir como filho de rico que gasta descontroladamente. Nós temos que fazer um controle de gastos e investir naquilo que é necessário. Os nossos prédios estão mal cuidados isso é porque temos um problema orçamentário e isso nós pretendemos mudar para melhor ainda mais as condições de trabalho dos servidores”, explicou.

A reforma dos Fóruns de Rondônia também já foi confirmada pelo presidente que disse que é preciso priorizar aqueles que estão sem condições ruins, como os das cidades de Vilhena e Rolim de Moura. As unidades já foram declaradas insalubres. “Antes de construir novas comarcas, a gente precisa resolver os problemas das atuais, se não ninguém consegue trabalhar. Mas é claro que é uma preocupação minha de ampliar nossos trabalhos e criar novas comarcas para avançar mais no atendimento”, afirmou.

O presidente descartou a possibilidade de novos concursos públicos para o TJ em sua gestão. “Eu não vou abrir concurso para a magistratura e nem para novos cargos. O máximo que nós vamos fazer é contratar apenas alguns jornalistas para responder as mídias sociais existentes porque a população precisa saber os serviços que o TJ vem fazendo. Com o uso da tecnologia, a gente pode facilitar o trabalho daquele servidor que já temos e com isso aperfeiçoamos a força de trabalho sem aumentar o quadro do TJ de Rondônia”, finalizou.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.