RONDONOTICIAS quarta-feira, 21 de agosto de 2019 - Criado em 11/10/2001

RO terá sistema de videomonitoramento nas unidades


Secom RO

08/02/2019 11:59:29 - Atualizado


O sistema de videomonitoramento tem como finalidade garantir a segurança dos presos, familiares e agentes penitenciários.

RONDÔNIA - Com a finalidade de garantir a segurança dos presos, familiares e de agentes penitenciários que atuam no sistema prisional do Estado e para evitar qualquer irregularidade como fugas e rebeliões, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Justiça (Sejus), contará com uma ferramenta que será os “olhos” do Estado, o circuito fechado de TV- CFTV.

Cerca de 300 câmeras já foram instaladas, sendo a maioria em Porto Velho, nas unidades Dr. José Mário Alves (Urso Branco), Milton Soares de Carvalho (470), Edvan Mariano Rosendo (Panda), Pandinha e  Centro de Ressocialização Suely Maria Mendonça (feminino). Nos demais municípios, neste primeiro momento apenas o Centro de Ressocialização de Ariquemes foi contemplado.

De acordo com o engenheiro eletricista da Gerência de Infraestrutura (Geinf), Sebastião Pacheco da Silva, o sistema de videomonitoramento foi instalado nestas unidades desde o final ano passado.

As câmeras estão instaladas em pontos estratégicos, nos corredores de pavilhões, nas áreas do banho de sol e em todo perímetro externo dos presídios. O registro das imagens ocorre em tempo real, sendo possível acompanhar a movimentação nas unidades, por meio de computador e celulares, através de aplicativo, em que a secretária da Sejus, Etelvina Rocha, e demais agentes envolvidos no sistema prisional, com permissão, terão acesso ao sistema de onde estiverem. As câmeras vão monitorar possíveis rebeliões simultâneas, em casos de fugas e verificação do trânsito de visitas e veículos nas penitenciárias.

O representante da empresa Murano Construções e Tecnologia, de Brasília, vencedora da licitação, Luiz Oliveira, informou que o sistema é potente, muito parecido com o modelo de videomonitoramento utilizado no Estado do Rio de Janeiro. O recurso para a implantação do CFTV é oriundo do Fundo Penitenciário Nacional (Fupen), destinado a manutenção de presídios.

Nesta quinta-feira (7), servidores das gerências de Infraestrutura e Inteligência (Sejus) e da gerência estratégica e Inteligência (Sesdec) participaram de treinamento em que representantes da empresa Murano Construções e Tecnologia ensinaram como funciona passo a passo do sistema de CFTV. O treinamento foi na sala de reuniões da Sejus.

Para a secretária Etelvina Rocha, o vídeomonitoramento vai auxiliar o trabalho dos agentes penitenciários, e que o papel do agente continua sendo muito importante, porque câmeras não impedem fugas e rebeliões.

Etelvina Rocha lembrou que a instalação de câmeras nas unidades prisionais foi iniciativa do governador Coronel Marcos Rocha, quando secretário da Sejus no ano passado. A próxima etapa, segundo a secretária é expandir o projeto às demais penitenciárias de Rondônia, podendo acontecer até o segundo semestre deste ano.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.