RONDONOTICIAS domingo, 25 de agosto de 2019 - Criado em 11/10/2001

MPF realiza audiência sobre Reforma Agrária na segunda-feira, 12

Data de 12 de agosto foi escolhia por ser o Dia Nacional de Luta Contra a Violência no Campo e pela Reforma Agrária. Audiência pública será às 14h, no auditório do MP Estadual


Ascom MPF

10/08/2019 09:24:45 - Atualizado

PORTO VELHO RO - A situação da reforma agrária em Rondônia é o tema de uma audiência pública promovida pelo Ministério Público Federal (MPF) na próxima segunda-feira, 12, às 14h, no auditório do Ministério Público do Estado. O evento é aberto ao público interessado pelo tema e também aos representantes dos setores públicos, privado e sociedade civil organizada.

Em reuniões preparatórias para a audiência, o procurador da República Raphael Bevilaqua solicitou dados de vários órgãos públicos sobre criação de assentamentos rurais, dados sobre desapropriações, investimentos em diversas áreas, planejamento para os próximos anos e situação da violência no campo, entre outras informações. Os dados vão subsidiar os debates e auxiliar na tomada de decisões dos órgãos, bem como nortear as medidas que serão propostas elo MPF.

No dia 12 de agosto comemora-se o Dia Nacional de Luta Contra a Violência no Campo e pela Reforma Agrária. Foi por este motivo que se deu a escolha da data para a audiência pública. O procurador da República Raphael Bevilaqua convidou pessoas potencialmente beneficiárias da Reforma Agrária, movimentos sociais, representantes do Incra, do extinto Terra Legal, da Superintendência de Regularização Fundiária de Rondônia, Casa Civil do Estado, secretarias estaduais de Educação, de Saúde, Segurança, agências Idaron e Agevisa, MP Estadual, Tribunal de Justiça Estadual, Defensorias Públicas Estadual e da União. Também foram convidados representantes do Fórum de Agrotóxico no estado e do Conselho Estadual de Direitos Humanos, OAB, Advocacia-Geral da União e Superintendência do Patrimônio da União.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.