RONDONOTICIAS quinta-feira, 24 de janeiro de 2019 - Criado em 11/10/2001

URGENTE: Corpo de homem desaparecido é encontrado em Rio

Responsável pelo assassinato já havia confessado o crime


rotapolicialnews

08/01/2019 18:17:24 - Atualizado

FOTO: (Divulgação)

VILHENA RO - O corpo de homem, morto no dia 25 de dezembro de 2018, foi encontrado nesta terça-feira, 08, pelos agentes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Ele estava em um rio, cerca de 60 quilômetros de Vilhena, na BR-174.

O desaparecimento de Julmar de Paula Vieira, de 46 anos, havia sido registrado no dia 02 de janeiro, por um aposentado de 67 anos, dono da chácara onde a vítima morava. Ele procurou a Unisp para relatar que, na manhã do Natal, foi com Julmar a um restaurante. Lá, o trabalhador rural disse que ficaria com alguns amigos, entre eles um homem conhecido como “Carlinhos”, mas depois disso não foi mais visto.

Já no dia 26, Carlinhos contou ao dono da chácara onde a vítima morava que eles haviam bebido até às 20 horas, mas depois disso não soube qual rumo Julmar tomou. O denunciante acrescentou acreditar que Julmar havia assassinado, e que seu corpo poderia ter sido jogado no rio.

Com as informações, a Polícia Civil começou investigar o caso, até chegar Carlos André Vieira Zimermamm, de 32 anos, que confessou o crime, inclusive o que já havia sido apontado pelo aposentado dono da chácara.

Segundo Carlos, Julmar havia lhe furtado uma motosserra, e essa foi a motivação do crime. Para se livrar do corpo, o jogou no rio, e desde quando confessou o homicídio tem ajudado a polícia com as buscas.

Nesta terça-feira, com a ajuda de mergulhadores do Corpo de Bombeiros, o cadáver foi encontrado, já em estado de decomposição. Após a perícia, o corpo de Julmar, que era irmão de um policial militar que mora em uma cidade perto Porto Velho, foi liberado.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.