RONDONOTICIAS quinta-feira, 15 de novembro de 2018 - Criado em 11/10/2001

Katsumi Ikenohuchi é condenado a 16 anos de prisão pelo assassinato de Chico Pernambuco

O julgamento iniciou na quarta-feira (17) e finalizou por volta das 22h30 dessa quinta-feira (18).


Rondonoticias

19/10/2018 08:59:56 - Atualizado



RONDÔNIA - O julgamento sobre o assassinato do ex-prefeito de Candeias do Jamari, Francisco Vicente de Souza, popularmente conhecido como Chico Pernambuco, realizado no 1º Tribunal do Júri da Comarca de Porto Velho, terminou na noite dessa quinta-feira (18), cujo o réu Katsumi Yuji Ikenohuchi Lema, acusado de ser o mandante do homicídio, foi sentenciado a 16 anos de reclusão e 10 meses de detenção em regime inicial fechado. 
No primeiro dia de julgamento, o Júri começou às 08h20, o corpo de jurados composto por seis mulheres e um homem. A família de Chico Pernambuco esteve em frente ao 1° Tribunal do Júri em manifesto pedindo Justiça, ao lado do réu esteve presente os advogados de defesa.

O segundo dia do julgamento começou por volta das 9h20 com o interrogatório do réu. Depois de mais de 13 horas de julgamento, o juri contabilizou os votos para o resultado final e julgou o réu sendo responsável por elaborar, contratar e promover os meios necessários para a execução do crime. O crime foi praticado por motivo torpe.

Sentença dos envolvidos

O prefeito Chico Pernambuco foi morto em março de 2017. Sete pessoas foram apontadas na investigação como suspeitas do crime. Para a Polícia Civil, a motivação da execução foi política.

Os três primeiros envolvidos no crime: Talisso Souza de Oliveira, Wellyson da Silva Vieira e Willian Costa Ferreira foram julgados e condenados em março de 2018.

Em junho deste ano ocorreu o segundo julgamento do caso. Marcos Ventura Brito, Henrique Ribeiro de Oliveira e Diego Nagata Conceição foram julgados no Tribunal do Júri. Os réus foram acusados de homicídio duplamente qualificado, por participarem da articulação do crime.

Henrique Ribeiro ficará 13 anos recluso e cinco meses detido. Inicialmente, todos os acusados ficarão presos em regime fechado. Marcos Ventura Brito e Diego Nagata Conceição foram condenados a 14 anos e seis meses de reclusão.

O homicídio

O ex-prefeito Chico Pernambuco foi morto a tiros no dia 18 de março de 2017, quando chegava em casa, em Candeias do Jamari. Conforme a polícia, ele estava dentro do próprio carro quando levou três tiros de pistola.

O parlamentar de 66 anos chegava em casa com a namorada e uma criança, quando dois homens se aproximaram de motocicleta e efetuaram vários disparos. Chico Pernambuco foi atingido por dois tiros no peito e um no rosto.

Os acusados no envolvimento do assassinato do prefeito já foram julgados e condenados pelo Júri Popular.

LEIA MAIS: Testemunhas depõem sobre o caso Chico Pernambuco no 1º Tribunal do Júri

Prefeito de Candeias é investigado no Caso Chico Pernambuco, confirma Polícia

Julgamento do acusado de assassinar Chico Pernambuco será transmitido ao vivo

Suspeito de mandar matar prefeito Chico Pernambuco vai a júri popular

Acusado de ser o mandante do assassinato de Chico Pernambuco vai a júri


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.