RONDONOTICIAS quarta-feira, 24 de julho de 2019 - Criado em 11/10/2001

Polícia apura ligação de mais um chefe de milícia

A morte de Marielle Franco e Anderson Gomes está prestes a completar um ano, sem que o inquérito tenha sido concluído


Notícias ao Minuto

06/03/2019 16:13:22 - Atualizado


policial civil Rafael Luz Souza, conhecido como Pulgão, está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro, pelo possível envolvimento no duplo assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, ocorrido em 14 de março do ano passado.

De acordo com um documento judicial obtido pelo UOL, Pulgão é apontado pela Corregedoria da Polícia Civil como chefe de uma milícia que atua nos bairros de Realengo, Bangu e Padre Miguel, na zona oeste do Rio.

Ele está preso desde julho do ano passado, quando foi detido com uma metralhadora antiaérea .50, cinco fuzis, munição e dois carros roubados.

Segundo destaca a reportagem, a principal linha de investigação da Polícia Civil relaciona o duplo homicídio aos integrantes de uma outra milícia, comandada pelo ex-oficial do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega. Ele é tido também como chefe do chamado de "Escritório do Crime", um grupo de matadores de aluguel.

As investigações da polícia apontam que Pulgão é um ex-integrante do Escritório do Crime.

A morte de Marielle Franco e Anderson Gomes está prestes a completar um ano, sem que o inquérito tenha sido concluído.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.