17/11/2014 16:17:26 - Atualizado em 17/11/2014 16:17:26

De agosto a outubro, Rondônia foi quem mais desmatou na Amazônia

Belém: Nos últimos três meses, a Floresta Amazônica perdeu mais de mil quilômetros quadrados de vegetação, quase o tamanho da cidade do Rio de Janeiro. De acordo com a ONG Imazon – Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia – são vários fatores:

Os grileiros, que invadem as terras públicas para vender os lotes ilegalmente; fazendeiros que desmatam para ampliar as áreas de pecuária e principalmente de produção de alimentos, como soja e milho; e os madeireiros, que fazem a chamada degradação florestal, derrubando as árvores mais nobres e assim abrindo clareiras na mata.

O SAD detectou 244 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal em outubro de 2014. Isso representou um aumento de 467% em relação a outubro de 2013 quando o desmatamento somou 43 quilômetros quadrados. Foi possível monitorar 72% da área florestal na Amazônia Legal enquanto que em outubro de 2013 o monitoramento cobriu uma área menor (69%) do território.

Em outubro de 2014, o desmatamento concentrou em Rondônia (27%), Mato Grosso (23%), seguido pelo Pará (22%) e Amazonas (13%), com menor ocorrência em Roraima (9%), Acre (5%) e Amapá (1%).

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 468 quilômetros quadrados em outubro de 2014. Em relação a outubro de 2013 houve um aumento de 1.070%, quando a degradação florestal somou 40 quilômetros quadrados.


comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias