RONDONOTICIAS quinta-feira, 22 de outubro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Pesquisa aponta primeiro caso de reinfecção por Covid-19 nos EUA

Os pesquisadores de Nevada reforçaram que a reinfecção com o vírus é "provavelmente rara"...


Assessoria

Publicada em: 28/08/2020 16:48:56 - Atualizado

Pesquisadores da Universidade de Nevada, nos Estados Unidos, identificaram o primeiro caso de reinfecção por coronavírus Sars-Cov-2 no país. Publicado na sexta-feira (28) como prévia (pré-print), o artigo descreve que um homem de 25 anos testou positivo para a doença em abril e no final de maio.

O morador de Reno, no estado de Nevada, apresentou sintomas leves da Covid-19 ainda em abril, quando foi diagnosticado pela doença. Segundo o estudo, ele adoeceu novamente no final de maio e desenvolveu um quadro mais grave da Covid-19.

Os autores do "Genomic evidence for a case of reinfection with Sars-CoV-2" escreveram que houve duas cepas diferentes do vírus, uma para cada infecção. Eles explicaram que, a partir de testes, é possível garantir que a infecção teve duas origens diferentes e não uma mutação da mesma.

"Umas das implicações desta descoberta é que a exposição inicial ao vírus pode não resultar em um nível de imunidade que pode ser 100% efetiva para a proteção dos indivíduos", diz o estudo.

"Em relação a uma possível vacina, isso já é conhecido em outros vírus, como o da influenza, que mostram o desafio que é se desenvolver uma vacina eficaz", escreveram os pesquisadores.

Os pesquisadores de Nevada reforçaram que a reinfecção com o vírus é "provavelmente rara", e disseram que a frequência do aparecimento deste fenômeno não pode ser avaliada por este estudo, classificado como um estudo de caso.

Caso em Hong Kong

No início desta semana, pesquisadores da Universidade de Hong Kong relataram detalhes de um homem de 33 anos que se recuperou em abril de um caso grave de Covid-19 e foi diagnosticado quatro meses depois com uma cepa diferente do vírus.

Na pesquisa de Hong Kong, os cientistas dizem que uma vacina para a Covid-19 não deve ser capaz de fornecer proteção para a vida inteira. Além disso, recomendam que mesmo pacientes que já tiveram a doença devem ser imunizados.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br