RONDONOTICIAS quarta-feira, 21 de outubro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Com aumento de casos de covid na França, nem todas as escolas vão retomar aulas

"Está sendo decidido em uma análise diária, baseada na situação de saúde de cada território", disse o ministro da Educação Jean-Michel Blanquer neste domingo, 30


estadaoconteudo

Publicada em: 30/08/2020 13:07:43 - Atualizado

MUNDO: Nem todas as escolas francesas poderão retomar as atividades na terça-feira, segundo reconheceu neste domingo o ministro da Educação do país, em meio a um crescimento persistente nas infecções por coronavírus que ameaça a iniciativa do governo de levar 12,9 milhões de crianças em idade escolar de volta às salas de aula. 

"Está sendo decidido em uma análise diária, baseada na situação de saúde de cada território", disse o ministro da Educação Jean-Michel Blanquer neste domingo, 30, na rádio France-Info. Algumas salas de aula permanecerão fechadas, segundo ele, mas "o mínimo possível."

Um coletivo de médicos publicou um apelo no sábado dizendo que as medidas do governo contra o vírus nas escolas não são rigorosas o bastante. O grupo insistiu em requerimentos de uso de máscara por crianças dos seis anos em diante e por uma mistura de aulas presenciais e on-line.

O governo quer reabrir todas as escolas começando terça-feira, para reduzir os déficits de aprendizado, que foram aprofundados pelo lockdown. Outro objetivo é fazer com que os pais possam voltar ao trabalho, para retomar a economia.

A França reportou 5.453 novos casos de coronavírus no sábado, comparados com algumas centenas por dia em maio e junho. O serviço de saúde nacional diz que o crescimento é exponencial, e países vizinhos impuseram quarentenas ou passaram a testar pessoas que chegam vindas de partes da França.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br