publicidade

Suspeito: Sobrinho do atual prefeito de Candeias do Jamari é preso na Bolívia

Katsumi Yuji Ikenohuchi Lema é apontado como o principal suspeito de ser o mandante da execução a tiros do prefeito do município de Candeias do Jamari, Chico Pernambuco

PORTO VELHO: Foi preso pela Polícia Federal na manhã desta sexta-feira, 10, fronteira de Guajará Mirim, no lado boliviano, o foragido da Justiça Katsumi Yuji Ikenohuchi Lema, apontado como o principal suspeito de ser o mandante da execução a tiros do prefeito do município de Candeias do Jamari, Chico Pernambuco.

Katsumi é sobrinho do atual prefeito de Candeia do Jamari, Luiz Ikenohuchi, e acusado de organizar um esquema de desvio de recursos da prefeitura do município vizinho à Porto Velho, através de nomeações de cargos comissionados e contratos com o município.

O atual prefeito, Luiz Ikenohuchi foi eleito vice-prefeito na chapa de Chico Pernambuco e assumiu o comando do município depois da morte do titular. Suspeito de participar do esquema que levou à morte de Chico Pernambuco, foi ouvido pela Polícia e negou qualquer participação, tanto no esquema de financiamento da campanha e compromisso na administração, quanto na morte de Pernambuco.

O crime ocorreu no dia 19 de março de 2017, quando o então prefeito chegava em casa em seu automóvel e foi crivado de balas. Apontado durante as investigações como o mandante do crime, Katsumi evadiu-se, sendo que os autores do crime já foram inclusive julgados e condenados em Júri Popular.

A PF informou que está providenciando a escolta de Katsumi para Porto Velho, onde ficará à disposição da justiça.

Com a prisão de Katsumi, a Polícia pretende levantar novos detalhes para a retomada da linha de investigação. A chegada do ex-foragido na capital de Rondônia é esperada para a madrugada desa sexta-feira.

A expectativa é de que o sobrinho do atual prefeito possa fornecer novos detalhes sobre o financiamento da campanha eleitoral de 2016, esquema de fraudes na prefeitura de Candeias do Jamari e participação possível de outras pessoas no esquema que levou à morte do prefeito Chico Pernambuco.



Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.

publicidade