RONDONOTICIAS sexta-feira, 14 de dezembro de 2018 - Criado em 11/10/2001

Apoiando Bolsonaro, coronel Marcos Rocha diz que não fará alianças no 2º turno

Candidato disputa 2° turno nas eleições de Rondônia ao governo. Em entrevista à Rede Amazônica, Marcos Rocha diz que seguirá sem alianças políticas.


G1

10/10/2018 10:52:00 - Atualizado

O candidato Coronel Marcos Rocha (PSL), que disputa o 2° turno do governo de Rondônia, anunciou nesta semana que vai continuar mantendo o apoio a Jair Bolsonaro para a presidência da República, assim como no primeiro turno. Bolsonaro e Marcos Rocha são do mesmo partido.

Em uma entrevista à Rede Amazônica, o candidato descartou fazer alianças políticas na disputa pelo governo no estado.

"Sem coligações. Permaneceremos do jeito que estamos. Aceitamos todas as pessoas que querem entrar nessa briga, a briga por trazer a renovação do nosso estado. Assim que a gente vai fazer junto com Bolsonaro no Governo Federal. Vamos trabalhar agregando a todos, sem coligações", afirma.

No primeiro turno Marcos Rocha também fez campanha a favor de Bolsonaro. Segundo o candidato, o momento é de mudança para Rondônia.

Disputa do segundo turno

O segundo turno em Rondônia é disputado entre Expedito Junior e Coronel Marcos Rocha (PSL). Expedito Junior teve 241.855 votos e Marcos Rocha teve 183.691 no último domingo.

Marcos Rocha aparecia em quarto lugar na pesquisa divulgada nesta sexta-feira (6) pelo Ibope com 8% das intenções de votos, mas despontou no resultado da votação e acabou indo pro segundo turno com Expedito Junior.

O adversário de Marcos Rocha também declarou apoio a Bolsonaro para presidente. A votação do segundo turno nas Eleições 2018 será em 28 de outubro.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.