RONDONOTICIAS quinta-feira, 25 de abril de 2019 - Criado em 11/10/2001

Presidente da ALE propõe título ao desembargador Renato Martins Mimessi

Parlamentar destaca trajetória do magistrado no Poder Judiciário rondoniense


Decom ALE

11/04/2019 10:35:22 - Atualizado

PORTO VELHO RO - Como forma de reconhecimento pelos relevantes trabalhos prestados ao estado e, em especial, ao Tribunal de Justiça (TJ-RO), o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB) propôs a concessão do título de Cidadão Honorífico de Rondônia ao desembargador Renato Martins Mimessi. 

O homenageado, de acordo com o Projeto de Decreto Legislativo de autoria do parlamentar, é dono de uma trajetória no judiciário rondoniense digna da honraria proposta. Renato Mimessi nasceu em junho de 1956, na cidade de Assis (SP). 

Formou-se em Direito em 1978, pela Faculdade de Direito do Município de Marília, mantida pela Fundação de Ensino Eurípedes Soares da Rocha. Ele foi aprovado no 5º Concurso Público, para o ingresso na carreira da Magistratura do Estado de Rondônia e nomeado Juiz de Direito da 4ª Seção Judiciária com sede na comarca de Cacoal, 2ª Entrância, permanecendo de 1982 a 1983. 

 A partir de 1983, assumiu como juiz de Direito da 3ª Vara Civil da Comarca de Porto Velho até o ano de 1991, quando passou a juiz da Vara da Fazenda Pública, Falências e Concordatas até 1992, ano em que se tornou desembargador do Tribunal de Justiça de Rondônia. No biênio de 1994 a 1995 foi vice-presidente do TJ. 

Já no biênio de 1996 a 1997 foi nomeado presidente do órgão de Justiça, mesmo período em que foi vice-presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil. Nos anos 2000 e 2001, novamente ocupou o cargo de presidente do TJ. 

“Por toda sua dedicação aos interesses e causas do nosso Judiciário, consideramos essa homenagem mais do que justa. É o nosso reconhecimento pelo destaque do desembargador Mimessi em Rondônia”, justificou o presidente Laerte Gomes.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.