28/12/2016 09:54:22 - Atualizado em 29/12/2016 00:54:57

Ex-prefeito disputou eleição sabendo que não tinha como assumir

Porto Velho, Rondônia: O sistema político brasileiro de fato é um dos mais cínicos que existe. Prova disso é deixar que pessoas mal intencionadas disputem eleições, induzindo os eleitores menos informados a votarem em candidaturas apodrecidas.

Nas eleições deste ano, em Porto Velho tivemos mais um exemplo dessa irresponsabilidade dos legisladores e da Justiça Eleitoral, que permitiram, através de inúmeras manobras e chicanas jurídicas, que o ex-prefeito da capital, que foi afastado e preso por denúncias de corrupção, segundo denúncias dos ministérios públicos Federal e Estadual, disputasse a eleição.

Roberto Eduardo Sobrinho (PT), achincalhou todos os adversários durante o processo eleitoral, e quando, em setembro o Tribunal Regional Eleitoral o retirou da disputa, ele ainda recorreu, para tumultuar ainda mais as eleições na capital.

Na última segunda-feira, 26, o Tribunal Superior Eleitoral, quase três meses depois do pleito, decidiu que de fato Roberto não poderia ter disputado as eleições, e caso tivesse vencido, não assumiria o cargo. Coisas de um sistema bizarro que afeta irresponsavelmente a vida de milhares de pessoas, que pagam por um processo de “experimentos”.

Esse país, de fato, não foi feito para funcionar…



comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias