RONDONOTICIAS sábado, 4 de julho de 2020 - Criado em 11/10/2001

Capital é reconhecida pela gestão no Controle das Finanças

Pesquisa realizada em nível nacional confirma que a capital de Rondônia está entre as oito capitais com situação fiscal confortável


Comdecom

Publicada em: 21/02/2020 11:18:58 - Atualizado

PORTO VELHO RO - A Prefeitura de Porto Velho vem tomando diversas iniciativas para manter o controle das finanças municipais. O esforço implementado desde o início da gestão do prefeito Hildon Chaves ganha reconhecimento nacional por meio de pesquisa realizada pela Consultoria Tendências, que coloca o Município entre as oito capitais com situação fiscal confortável.

Desde a sua posse como chefe do Executivo Municipal, Hildon Chaves priorizou a implementação de uma política de austeridade em todos os órgãos da Prefeitura, no enfrentamento a crise econômica que afeta o Brasil, e que exige rigor na gestão das contas públicas. Tal estratégia que prioriza a eficiência na aplicação dos recursos tem como objetivo assegurar o bem-estar da população, por meio de prestação de serviços de qualidade a todos os munícipes.

A eficiência do modelo de gestão de Hildon Chaves foi confirmada pelos recentes estudos realizados pela Consultoria Tendências, quanto ao quadro das finanças dos municípios, que detalhou pela primeira vez a situação fiscal das capitais. De acordo com a pesquisa, as prefeituras de Rio Branco, Palmas, Boa Vista, Curitiba, Porto Velho, Vitória, Aracaju e Manaus são as que estão com as contas públicas mais ajustadas.

"O prefeito Hildon Chaves sempre buscou manter as finanças em ordem e investimentos contínuos atento ao limite de gastos com pessoal. O teto entre a dívida consolidada. A austeridade no controle das despesas reflete nas mudanças importantes nos serviços essenciais oferecidos a população" diz o subsecretário de finanças João Fernando Erpen

Metodologia

A metodologia aplicada pela consultoria estabeleceu às prefeituras notas de 0 (zero) a 10 (dez), com base nos seguintes indicadores: endividamento, poupança corrente, liquidez, resultado primário, despesa com pessoal e encargos sociais e investimentos. Cada item recebeu um peso diferente e, em seguida, foi feita uma média para cada uma sendo que Porto Velho ficou com 7,95 no geral.

Ainda conforme o estudo, para comprovar a boa capacidade fiscal, os municípios precisariam alcançar nota igual ou superior a 6 (seis).


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br