RONDONOTICIAS domingo, 12 de julho de 2020 - Criado em 11/10/2001

Porto Velho, onde o futuro não mais pode ser deixado no passado

Assumir compromisso com a evolução é o melhor caminho para elevar a qualidade de vida do porto-velhense


LEONEL BERTOLIN

Publicada em: 04/05/2020 22:46:42 - Atualizado

Em seu romance As Botas do Diabo, Kurt Falkenburg narra com muita propriedade o espanto de um cidadão estrangeiro, que passara décadas embrenhado nas matas, diante das modernas máquinas trazidas pela construtora norte-americana May, Jekyll & Randolph para Porto Velho para a construção da estrada de ferro Madeira-Mamoré. Nossa cidade nascia sob o signo da inovação tecnológica. Infelizmente, esse laço com o futuro se perdeu ao longo de nossa história. 

Das grandes inovações trazidas pelos construtores da ferrovia, uma haveria de se tornar símbolo da cidade: as três caixas d’água. Talvez sejamos o único município do Brasil a ter o saneamento básico em sua bandeira e seu brasão. Por outro lado, ironicamente Porto Velho se coloca entre as últimas capitais em termos de acesso à água tratada e esgoto sanitário. 

Seguidamente, ao longo de nossa história, Porto Velho tem visto perder-se na distância a imagem de uma cidade moderna, laboratório de grandes inovações tecnológicas. É como se caminhássemos, em muitos aspectos, na contramão da evolução. Por outro lado, vemos que temos tudo para reassumirmos a liderança da inovação tecnológica em nosso contexto regional.

Rondônia tem duas instituições federais de ensino superior com estrutura multicampi e sede em Porto Velho. Logo, é natural que convirjam para esta capital os múltiplos esforços empreendidos por pesquisadores de diversas áreas. Além disso, Porto Velho tem um posicionamento geográfico privilegiado, com acesso rodoviário aos Andes e ao Sudeste, além do acesso hidroviário ao Atlântico. Isso lhe ressalta uma vocação para o desenvolvimento industrial. 

O que falta hoje a nossa cidade é que se resgatado o compromisso com a evolução, assentado sobre três pilares: o amparo à pesquisa científica e fomento à inovação tecnológica, o planejamento governamental com foco na sustentabilidade e o diálogo social permanente. Pois o progresso só é verdadeiro quando seus benefícios se estendem a toda a sociedade, abrindo oportunidades de trabalho digno e renda justa para todos os cidadãos.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br