RONDONOTICIAS quarta-feira, 16 de outubro de 2019 - Criado em 11/10/2001

Secretário de saúde destaca otimização dos atendimentos em RO

Em entrevista ao Programa, Fernando Máximo também esclareceu não reutilização do prédio antigo da Assembleia e outros assuntos


Rondonoticias

21/05/2019 10:13:55 - Atualizado

PORTO VELHO RO – O Programa a Voz do Povo, apresentado pelo jornalista e advogado Arimar de Souza Sá ao vivo de segunda-feira à sexta-feira do meio-dia às 13 horas na capital em 103,1 e pela Antena FM em Rede Estadual, recebeu nessa segunda-feira (20) o secretário de saúde do estado Fernando Máximo.

O secretário iniciou o programa falando das conquistas nos primeiros 100 dias de Governo. Entre elas, destacou as ações feitas através do Grupo “SOS João Paulo” como a remoção de pacientes feita recentemente da Unidade de Saúde para rede particular; implantação do ambulatório de traumato-ortopedia para pequenas emergências no Hospital de Base que já está atendendo a população; encaminhamento de pacientes com suspeita de tuberculose e meningite diretamente para o Cemetron (Centro de Medicina Tropical de Rondônia); e o fluxo de internação, que conforme salientou, “já recebeu sinal positivo de dois hospitais particulares”.

As medidas, segundo o secretário, têm sido necessárias e importantes para retirar os pacientes do chão João Paulo, otimizar o atendimento e não voltar mais ao acúmulo.

“O João Paulo tem capacidade para 148 pacientes,mas chegou a abrigar 300. Lógico que isso é um paliativo até que se construa uma nova unidade que precisa de uma série de trâmites burocráticos legais para ser realizada, mas já tem ajudado a melhorar o atendimento”, reconheceu.

Emenda de R$ 11,5 milhões

Outra conquista citada por Fernando Máximo, é a emenda de Bancada no valor de R$ 11,500 milhões que de acordo com ele, foi viabilizada pela deputada federal Mariana Carvalho e será utilizada para aquisição de novos equipamentos e reformas do atual prédio João Paulo “já que um novo deve demorar até três anos para ser construído” e por isso é preciso medidas urgentes.

Além da criação do Grupo SOS João Paulo que tem contribuído com as relevantes medidas, o secretário mencionou a quitação de dívidas acumuladas desde a gestão anterior e que possibilitou a retomada de serviços nos hospitais de pequeno porte nos municípios do interior; das Farmácias Básicas que, como frisou, já receberam recursos adiantados até junho; dos SAMU´s da capital e interior que também teve recursos regularizados; da UTI Vilhena; e outros serviços que estão sendo quitados.

Complexo Regulador

O Complexo Regulador, que visa melhorar atendimento dos pacientes vindos do interior, é outra medida que conforme explanou Fernando Máximo, está sendo estudada junto ao Ministério Público para ser implantada em breve com a meta de melhorar a qualidade dos serviços na saúde.

Prédio da Assembleia

No programa, o secretário também esclareceu o porque o estado não poderá utilizar o antigo prédio oferecido pela Assembleia Legislativa. Segundo ele, a alternativa foi descartada por causa dos custos para readequação. É o mesmo caso, complementou, do Hotel Villa Rica, que está abandonado há muito tempo e também foi cogitado para ser reutilizado.

Em relação à estrutura do prédio que seria utilizado para o Hospital de Câncer  e está abandonado, explicou que o local não comporta a demanda necessária que hoje é atendida no JP.

No programa, Fernando Máximo também falou sobre outros investimentos feitos no setor em Porto Velho e no interior do estado, e respondeu questionamentos feitos pelos ouvintes.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

ENTREVISTA secretário da Saúde Fernando Máximo


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.