RONDONOTICIAS domingo, 31 de maio de 2020 - Criado em 11/10/2001

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe entra na segunda fase

Já a segunda começa a partir do dia 18 de maio e vai até 5 de junho e inclui os professores de escolas públicas e privadas e pessoas de 55 a 59 anos...


Agência Rádio

Publicada em: 20/05/2020 06:41:29 - Atualizado

No dia 11 de maio teve início da terceira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, que será dividida em duas etapas. Na primeira, o público-alvo são crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto até 45 dias e pessoas com deficiência. Essa etapa vai ser realizada até o dia 17 de maio. 

Já a segunda começa a partir do dia 18 de maio e vai até 5 de junho e inclui os professores de escolas públicas e privadas e pessoas de 55 a 59 anos. De acordo com a Coordenadora Geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Francieli Fontana, essa vacinação é a melhor forma de impedir que a população fique doente e tenha complicação. 

“A vacinação contra Influenza é considerada uma das principais medidas de combate à doença e, também, das suas complicações. Essa vacina que nós estamos disponibilizando, oferece imunidade às três cepas prevalentes que circulam em qualquer estação. Tanto no inverno, no verão e assim por diante. A melhor maneira de reduzir a chance de adquirir Influenza e espalhar para outras pessoas é a vacinação.”  

A estimativa é de que mais de 36 milhões de pessoas precisem tomar a vacina nessa fase da campanha e, para proteger a população, existe um número mínimo a ser vacinado, como explica Francieli Fontana.

“O Ministério da Saúde trabalha com um indicador de cobertura vacinal. Temos uma meta de vacinação em todos os municípios. Para que a população esteja protegida, a meta do Ministério da Saúde é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários.”   

Toda semana, o Ministério da Saúde envia novos lotes da vacina aos estados, conforme é feita a entrega do Instituto Butantan. A partir disso, os estados ficam responsáveis por fazer a distribuição aos municípios. 

Para isso, o Ministério da Saúde investiu R$ 1,1 bilhão na aquisição de 79 milhões de doses da vacina para todo o período da campanha. 

Em caso de fila, as pessoas, dos grupos prioritários, devem manter distância de dois metros da outra pessoa. Para mais informações, acesse: saude.gov.br/vacinabrasil.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br