RONDONOTICIAS quinta-feira, 15 de novembro de 2018 - Criado em 11/10/2001

Investigadores dizem que barulho contribui para aparecimento de doenças cardíacas


Notícias ao Minuto

07/02/2018 09:49:56 - Atualizado

Se vive perto de um aeroporto, da linha de comboio ou numa rua ou avenida muito movimentada talvez esteja preocupado com os gases poluentes emitidos por esses aviões, comboios ou carros, aos quais está involuntariamente exposto e respira continuamente. Porém, de acordo com o novo estudo publicado no 'Journal of the American College of Cardiology’', há uma nova ameaça à qual deve estar atento: elevados níveis de ruído podem fazer mal à saúde do seu coração.

A relação entre a chamada poluição sonora e doenças cardiovasculares está segundo os investigadores alemães a ser estudada há vários anos. Níveis altos de decibéis provenientes, por exemplo, do trânsito e de aviões, têm sido associados a tensão alta, a doença arterial coronária, risco de enfarte e a insuficiência cardíaca.

De acordo com o estudo da Universidade de Johannes Gutenberg, barulho em demasia interrompe o funcionamento do corpo ao nível celular. Nomeadamente, provoca stress e deixa o sistema nervoso em estado de alerta máximo, o que leva a picos na produção das hormonas que causam o stress, podendo eventualmente resultar em danos vasculares.

O mesmo projeto identificou o barulho como potencial causa para outras doenças, incluindo a diabetes, patologias do foro mental, como a depressão e a ansiedade. Os investigadores alertaram ainda que o ruído em excesso pode prejudicar o desenvolvimento cognitivo das crianças.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.