RONDONOTICIAS terça-feira, 25 de junho de 2019 - Criado em 11/10/2001

Equipe de TI do TJMT busca soluções no Judiciário rondoniense


TJRO

06/06/2019 07:22:08 - Atualizado

PORTO VELHO RO -A área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Tribunal de Justiça de Rondônia tem se tornado uma referência entre os tribunais de brasileiros. A boa performance tem chamado atenção de equipes que buscam estabelecer boas práticas em seus setores. Na última sexta-feira, 31, uma dupla de servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Mato Grosso (TJMT) conheceu os trabalhos desenvolvidos pela área tecnológica do Tribunal de Justiça de Rondônia (TJRO).

Os visitantes demostraram interesse pelos trabalhos desenvolvidos na área da Inteligência Artificial. Eles ficaram curiosos para conhecer o robô batizado como Sinapses, criado pelo Núcleo de Inteligência Artificial do TJRO, cujo papel é dar celeridade processual ao judiciário rondoniense. Outro aspecto de interesse dos visitantes foram as implantações do TJRO para a melhoria da governança que trouxe benefícios imediatos à gestão de tecnologia na Justiça rondoniense.

O assessor de segurança da informação de TI do TJMT, Danyllo Carvalho Lopes, considerou a troca de experiência valiosa. “Entendemos melhor aspectos que afetam uma gestão de TI, como as rupturas ocasionadas por gestão de dois anos. Foi valoroso observar o quanto gestão e governança, inserido como eixo fundamental de duas gestões bienais, puderam transformar os processos de trabalho, sustentar a inovação e viabilizar projetos promissores que podem ser de grande valor para outros tribunais do país, buscando uma justiça mais ágil e acessível para todos os jurisdicionados”, disse.

Ele ainda finalizou afirmando que “foi uma experiência bastante válida que forneceu expansão de nossos horizontes como gestores, pois conhecendo realidade análoga e com desafios similares, podemos previamente antecipar ações buscando uma maior assertividade no modo como ofertamos os serviços de TI para o nosso público”.

O diretor de Conectividade do TJMT, Benedito Alexandre, também esteve presente na visita. Os dois técnicos viram de perto que Sinapses utiliza um banco de dados que otimiza as atividades repetitivas e garante a maior celeridade na prestação das atividades do Judiciário rondoniense.

O TJRO sempre recebe visitas de servidores de outros Tribunais, como por exemplo, em setembro do ano passado, quando representantes do Tribunal de Justiça do Amazonas vieram conhecer algumas práticas desempenhadas pela instituição, incluindo as da área de TIC.

Cooperação com o CNJ

Em outubro de 2018 foi assinado um termo de cooperação técnica entre o TJRO e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para a incorporação, ao PJe, de solução de inteligência artificial (IA) desenvolvida pela equipe de TIC do TJRO. O termo firmado entre o CNJ e o TJRO trata do sistema Sinapses, um modelo preditivo, capaz de antecipar as palavras que serão utilizadas, que faz uso de redes neurais artificiais e tem esse nome em alusão ao processo cognitivo humano. Entre outras funcionalidades, a plataforma tem capacidade de definir, durante a produção de um texto ou peça judicial, qual o movimento processual adequado para o caso.

O Sinapses foi o modelo de sistema unificado para prover Inteligência Artificial - IA para todo o judiciário brasileiro.

Em novembro de 2018, durante o 13º ConipJud, o analista de sistemas do TJRO, Mikaell Araújo, destacou o papel da governança do Tribunal de Justiça de Rondônia. “Sem essa governança delineada, bem organizada e trabalhada, seria impossível avançar com esse projeto. Temos excelentes profissionais da área de TIC e cada um com desempenho exemplar das atividades, de forma que aqueles que trabalham em projetos de inovação tem dedicação exclusiva às atividades que lhes foram incumbidas. Isso é muito importante dentro do ecossistema de tecnologia”, observou.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.