publicidade

Jovem rondonense vai para Canadá ensinar corte de carne a convite da empresa JBS

O jovem JULIO CESAR SANTIAGO NUNES (25), vai para o Canadá no próximo dia 7 de agosto (terça-feira), a convite da empresa JBS.

Julio trabalha na JBS desde 2011. Começou na balança de produção, foi desossador, e desde 2015 é supervisor de produção na unidade de Pimenta Bueno (RO).

Ele é um dos 20 profissionais que participam do programa JBS SEM FRONTEIRAS, que oferece uma oportunidade real para jovens brasileiros de migrar para o exterior com a missão de implantar o padrão do corte de carne brasileiro - e que resulta na alta qualidade do produto que é encontrado nos supermercados - nas unidades da JBS em outros países.

O padrão de corte de carne brasileiro é o melhor. O Brasil é o principal produtor de carne bovina do mundo. É o país que tem vocação natural para a atividade e onde estão os profissionais mais experientes do mercado.

Esses jovens profissionais vão com a missão de ajudar a aprimorar os conhecimentos internacionais. O programa JBS Sem Fronteiras foi criado em 2015 com o objetivo de levar mão-de-obra qualificada do Brasil e é diferente de tudo o que se vê no mercado quando se fala de levar um profissional do seu país para outro - a maioria dos programas com esse objetivo, em grandes empresas brasileiras e internacionais, são voltados exclusivamente a funcionários do alto escalão, com funções administrativas ou de direção.

Os profissionais selecionados recebem apoio da empresa em todas as etapas de imigração, bem como total assistência no processo de adaptação ao novo local de trabalho. A JBS também oferece aulas de iniciação à língua inglesa que continuam após a chegada no país.



Diferença das cidades:

Pimenta Bueno (RO), cidade onde Julio trabalha, está a mais de 500 Km (cerca de 7 horas de carro), da capital Porto Velho, ao sul do Estado. Tem um pouco mais de 40 mil habitantes. Foi a segunda cidade criada a partir da passagem do Marechal Rondon na região, levando uma expedição de mais de 600 homens, a maioria nordestinos atraídos pelas riquezas naturais e com interesse no garimpo e na extração de seringueiras.

A cidade de Brooks, onde ele trabalhará, fica na província de Alberta. É um município novo, que ganhou título de cidade em 2005, e tem uma população de menos de 15 mil habitantes (14.450), a 2 horas da fronteira com os Estados Unidos.
fonte: assessoria

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.

publicidade