RONDONOTICIAS sexta-feira, 16 de novembro de 2018 - Criado em 11/10/2001

Curta-metragem ‘Balanceia’ será exibido em Porto Velho e em festivais no Brasil

O filme será exibido nos próximos dias em Rondônia, Ceará, Bahia e Alagoas


Folk Assessoria

30/10/2018 11:44:01 - Atualizado

A produção rondoniense Balanceia, uma, dirigida por Thiago Oliveira e Juraci Júnior, continua em itinerância pelo Brasil e poderá ser assistida pelo público porto-velhense no próximo dia 05 de novembro, às 19h, no Teatro Guaporé, na abertura oficial do Festival UNIR Arte e Cultura.

O filme que revela a atmosfera que une a paixão de um povo da Amazônia pelo seu folclore e a relação entre o homem e a natureza, vem conquistando uma trajetória relevante para o curta-metragem rondoniense, como a exibição em festivais de cinema como o CINE PE, que acontece há 22 anos em Recife, festival esse responsável por lançar filmes como Central do Brasil, indicado ao Oscar, em 1999.

Além da sessão em Porto Velho, outras exibições estão confirmadas para os próximos dias. Nesta quarta-feira, 31 de outubro, Balanceia será exibido em Juazeiro do Norte, no Ceará, no Festival do Audiovisual Luso Afro Brasileiro, que exibirá 92 filmes de todas as regiões do Brasil, além de produções de Portugal e Moçambique.

No dia 09 de novembro em Salvador, na Bahia, o curta-metragem estará na programação da Mostra do Filme Marginal e dia 27 de novembro, na cidade de Penedo, em Alagoas, no Circuito Penedo de Cinema – Mostra Velho Chico de Cinema Ambiental.

Para Fernanda Kopanakis, uma das Coordenadoras do CINEAMAZÔNIA – Festival Latino Americano de Cinema Ambiental, que acontece há 15 anos em Rondônia, Balanceia tem uma importância fundamental para os rondonienses. “A obra projeta a produção realizada no norte do Brasil, em especial de Rondônia, em espaços privilegiados do cinema nacional. Balanceia é um filme de grande sensibilidade e trata com grande cuidado e delicadeza os valores e a cultura da região amazônica”, finaliza.

Trajetória do filme

Balanceia, que já percorreu as cinco regiões do Brasil, estreou no ano passado no 15º Festival Latino-Americano de Cinema Ambiental Cineamazônia, em Porto Velho, onde conquistou uma Menção Honrosa. Depois disso, foi exibido no 4º Festival de Filmes de Faina, Goiás, Festival de Cinema de Palmácia, no Ceará, no ECOCINE – Festival Internacional de Cinema Ambiental e de Direitos Humanos, em São Sebastião, São Paulo, no Festival TPCine, em Três Pontas, Minas Gerais, Versi di Luce Festival, em Gela na Itália, no 1º Festival de Cinema de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, sessões especiais no Cineclube Odinéia Andrade, em Parintins, no III DIGO Festival Internacional de Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás , em Goiânia, no Cine Tamoio, em São Gonçalo, Rio de Janeiro, na Mostra do Filme Marginal, no Rio de Janeiro além de estar na programação cultural da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), realizada em Maceió, Alagoas.

A equipe técnica do filme é composta por Thiago Oliveira e Juraci Júnior na Direção, Rafael Oliveira na Direção de Fotografia, Fernanda Paiva na Direção de Produção e Tullio Nunes e Wesley Pontes assinam a trilha original do filme.

Agenda Balanceia

31/10 Juazeiro no Norte/CE – FestFilmes Festival do Audiovisual Luso Afro Brasileiro

05/11 Porto Velho/RO – Festival UNIR Arte e Cultura

09/11 Salvador/BA – Mostra do Filme Marginal

27/11 Penedo/AL – Circuito Penedo de Cinema- Mostra Velho Chico de Cinema Ambiental


Foto: Rafael Oliveira


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.