RONDONOTICIAS terça-feira, 19 de março de 2019 - Criado em 11/10/2001

Liberado recurso de compensação social para Aterro Sanitário

Os R$ 4 milhões também servirão para elaborar o Plano Municipal de Saneamento Básico e o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos


Comdecom

07/02/2019 11:19:02 - Atualizado

PORTO VELHO, RO - Mais uma vitória importante para a gestão do prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves. Em reunião com representantes dos Ministérios Públicos Federal e Estadual, Ibama, Santo Antônio Energia e Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema), na tarde desta quarta-feira (6/2), o gestor conseguiu destravar a quantia de R$ 4 milhões, remanescentes das compensações sociais oriundas da construção da Hidrelétrica de Santo Antônio.

“Esse recurso será utilizado na construção de algumas células emergenciais no Aterro Sanitário, que funciona na Vila Princesa, e na contratação de consultoria, para nos auxiliar na elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e no Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, ambos imprescindíveis para a PPP (Parceria Público Privado) que estamos fazendo para disponibilizar água tratada, esgoto sanitário e o tratamento do lixo. Dentro de poucos meses, teremos esses documentos concluídos”, comemora Hildon Chaves.

O secretário Robson Damasceno (Sema) explica que R$ 700 mil serão utilizados para a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico e Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, ambos pleiteados há mais de 20 anos. A menor parte, cerca de R$ 300 mil, serão aplicados em políticas públicas de inclusão dos catadores de recicláveis.

A maior fatia do dinheiro, R$ 3 milhões, servirá para a construção das células, o que dará uma sobrevida de mais cinco anos ao aterro da Vila Princesa.



Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.