RONDONOTICIAS quarta-feira, 17 de outubro de 2018 - Criado em 11/10/2001

EUA anunciam fim de tratado assinado há mais de 60 anos com o Irã


EFE

03/10/2018 15:23:48 - Atualizado

Washington – O Governo dos Estados Unidos anunciou nesta quarta-feira que, em meio à tensão com o Irã, deixará o tratado de amizade, relações econômicas e direitos consulares assinado em 1955.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, anunciou em entrevista coletiva, o fim do tratado que havia sido utilizado pelo Irã para alegar violações na relação bilateral por parte do governo de Donald Trump.

A tensão entre os países aumentou de maneira considerável desde que Trump chegou ao poder, e principalmente depois de os EUA abandonarem o acordo nuclear com o Irã em maio.

Essa foi a reação de Pompeo à decisão que a Corte Internacional de Justiça (CIJ) tomou nesta quarta-feira, dando razão ao Irã de forma parcial em uma denúncia apresentada contra os EUA pela reimposição de sanções após a saída do acordo nuclear.

Na sentença, a CIJ também ordenou que os EUA suspendam as medidas contra o Irã relacionadas à exportação de certos bens básicos.

“Os iranianos ignoraram o tratado durante muito tempo, deveríamos ter saído há décadas. Hoje (a decisão da CIJ) é um ponto muito útil para demonstrar o absurdo do tratado de amizade entre EUA e Irã”, disse Pompeo.

A decisão da CIJ é provisória e atende a uma solicitação do Irã. Os magistrados exigiram unanimemente que os EUA garantam a concessão das licenças necessárias e autorizem as transferências de recursos para que esses bens básicos possam ser exportados ao Irã.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.