15/12/2014 12:19:57 - Atualizado em 15/12/2014 14:09:37

Ministério Público faz buscas em residências e na SECEL

Porto Velho, Rondônia: Promotores do Centro de Atividades Judiciais – CAEJ e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Grupo Organizado – GAECO e auditores do Tribunal de Contas do Estado realizam buscas nas residências de vários investigados denunciados na Operação Zagreu. Um dos locais é no apartamento do empresário José Joaquim dos Santos, o “Zezinho do Maria Fumaça”, na Estrada da Penal, em Porto Velho. A Superintendência de Esportes e Lazer (Secel) também é alvo da ação.

O MP constatou a existência de sólida e articulada associação criminosa instalada nos Poderes Executivo e Legislativo, com o propósito de desviar verbas do erário, mediante o direcionamento de emendas parlamentares para entidades do terceiro setor, utilizadas como laranjas, para a realização de supostos eventos festivos públicos. Há indícios da prática de vários crimes, notadamente, falsidade ideológica, peculato, advocacia administrativa, entre outros, contando com a efetiva participação de servidores públicos e empresários.

Estão sendo cumpridos, por força de decisão do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, três mandados de prisão, seis mandados de busca e apreensão, além de ordens de suspensão da função pública, proibição de acesso a órgãos públicos, indisponibilidade de bens e outras medidas cautelares.

Para a deflagração da operação, o Ministério Público contou com a parceria da Companhia de Operações Especiais da Polícia Militar (COE-PM) e técnicos do Tribunal de Contas, que realizaram as imprescindíveis diligências destinadas ao cumprimento dos mandados de prisão e busca e apreensão.

A Operação Zagreu é um desdobramento da Operação Baco, deflagrada em Ouro Preto do Oeste no dia 19 de maio de 2014, a qual passou a integrá-la.

fonte: Rondonoticias

comentar

comments powered by Disqus

Ultimas Notícias

mais lidas