RONDONOTICIAS segunda-feira, 21 de outubro de 2019 - Criado em 11/10/2001

“Sou favorável a posse de arma de fogo, desde que haja qualificação para o uso”

No programa, o coronel Ronaldo Flores também falou sobre tecnologia embarcada na PM de Rondônia, índices de criminalidade e outros assuntos


Jaqueline Alencar / Rondonoticias

09/10/2019 07:48:51 - Atualizado

PORTO VELHO RO - O Programa a Voz do Povo, apresentado pelo jornalista e advogado Arimar de Souza Sá ao vivo de segunda-feira à sexta-feira do meio-dia às 13 horas na capital em pela Rádio Caiari 103,1 e pela Antena FM em Rede Estadual, recebeu nessa terça-feira (08), o comandante geral da Polícia Militar do Estado de Rondônia (PM/RO), coronel Ronaldo Flores.

Na entrevista, o comandante iniciou falando sobre a implantação da tecnologia embarcada da Plataforma Mobile composta de kits com tabletes, impressoras, e body cam (câmera de vídeo), que segundo ele, já está funcionando 100% no estado e, somado ao Sistema de Análise Criminal implantado em Rondônia que interliga toda a Polícia do estado dando acesso a todas ocorrências em tempo real, vem tornando a PM ainda mais ostensiva, e monitorando melhor o crime.

“Hoje a Polícia praticamente não usa mais o papel, tudo é informatizado. No atendimento das ocorrências, é possível tirar fotos digitais, fazer relatórios, gravar depoimentos e assim, produzir mais elementos de provas dos crimes”, reforçou ao complementar dados sobre a Plataforma, que também permite acessar informações em tempo real sobre antecedentes criminais, mandados de prisão em aberto ou registro de furto de carros no exato momento da ocorrência.

Efetivo

Questionado se o efetivo de policiais está à contento, o comandante assegurou que com o quadro atual não há necessidade de um número tão maior de PM´s, e quase 400 novos policiais que devem ser contratados a partir de novembro conforme anunciado pelo Governo do Estado irão completar a demanda da atual frota de cerca de 5.400 policiais do estado.

Conforme o coronel, o numero está proporcional. Só a capital, trabalha com um efetivo maior de mais de 1.450 policiais, pois devido ao índice populacional, também conta com maior número de ocorrências. O restante do quadro efetivo, é distribuído nos demais municípios do estado conforme a necessidade de cada um deles.

Índices de criminalidade

Ao falar sobre os índices de criminalidade, o coronel destacou que houve uma redução nos homicídios de 10,26% em relação ao ano passado e no entendimento dele, se deve a agilidade dos processos no judiciário, e principalmente à uma evolução social no sentido de conscientização da população, que na opinião dele, também tem se prevenido mais.

Sobre os furtos e roubos de veículos, disse que também houve queda de em torno de 7% e o combate aos crimes dessa natureza e ao tráfico de drogas, são intensificados especialmente nas regiões de fronteira.

No programa, o coronel também alertou sobre furtos de celulares que conforme exemplificou, “ainda há um descuido grande, como de pessoas que andam nas ruas com celular na mão”, e foi incisivo: não há aumento nos índices de criminalidade, os índices estão contidos.

Ainda sobre o tema, o comandante disse que o perfil da população carcerária no estado em relação à idade, fica em sua maior proporção entre 18 e 25 anos.

Ações sociais

No programa, o comandante também falou sobre ações sociais realizadas pela Polícia Militar no Estado, citando entre elas o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), que atende crianças das Escolas Públicas com presença dos policiais nas instituições; Escolinhas de Futebol; aulas de artes marciais; palestras sobre cidadania, ética e outros temas que buscam a inserção na sociedade. E ainda, fez esclarecimentos sobre a exigência de Curso Superior para os próximos Concursos da PM; e disse que concorda com a flexibilidade dada pelo Governo Federal de posse de arma de fogo “desde que a pessoa seja qualificada para o uso”.

“Sou favorável! Desde que haja treinamento e comprove a necessidade”.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

A voz do povo - Entrevista Ronaldo Flores, Comandante Geral da PM


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.