publicidade

Autoridades suíças esperam manifestações violentas devido a Donald Trump

As autoridades suíças anunciaram hoje que estão à espera de manifestações marcadas pela violência este fim-de-semana em Berna

"No quadro do próximo Fórum Económico Mundial (WEF) em Davos (de 22 a 26 de janeiro) e após o anúncio da visita do Presidente americano Donald Trump, foi anunciada uma manifestação não autorizada", declararam as autoridades federais à imprensa local.

"Esperamos violência", sublinharam.

A manifestação, organizada pela associação anti-capitalista suiça RJG, está prevista para sábado às 15:00 (14:00 em Lisboa), e as autoridades esperam a participação de "centenas de manifestantes".

A Casa Branca anunciou na terça-feira que o Presidente norte-americano tem agendada uma presença no WEF em Davos, no cantão de Grisons (Leste da Suíça), onde todos os anos se reúnem as personalidades mais importantes da política e da economia, para discutir a atualidade.

Na quarta-feira foi lançada também uma petição contra a vinda do presidente norte-americano, sob o lema "Trump, não és bem-vindo -- fica longe de Davos". Organizada pela organização suíça Campax, a petição já recolheu -- em pouco mais de 24 horas - mais de 8.100 assinaturas.

Não se sabe, por enquanto, qual será o programa da visita de Trump a Davos.

Tal como em anos anteriores, por ocasião do WEF, o exército suíço dará uma ajuda à polícia regional para garantir a segurança. A operação envolverá cerca de 5.000 militares, e o fecho do espaço aéreo sobre Davos.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.

publicidade